Geral

IBOPE: 42% das internautas dormem com roupas íntimas

mulheres roupas intimas dormem pesquisa
Fonte: agencias 04/02/2014 11:45 - Atualizado em 07/10/2016 23:24
Deixar a calcinha de lado antes de se deitar é um hábito feminino recomendado pelos médicos para favorecer a circulação e arejar a região íntima da mulher. Porém, no Brasil, essa prática não é tão comum. Uma pesquisa realizada no painel online CONECTAí (www.conecta-i.com) encomendada pelo Grupo Sanofi mostra que 42% das internautas brasileiras nunca tiram a calcinha na hora de dormir, mesmo percentual das que às vezes dormem sem calcinha. Apenas 16% sempre dormem sem a peça.

Mas se soubessem que esse hábito ajuda na saúde da região íntima, 87% das entrevistadas passariam a dormir sem calcinha ou aumentariam essa frequência. Médicos recomendam o hábito, pois contribui para diminuir corrimentos e o excesso de suor. Segundo os especialistas, se a região ficar muito abafada tende a ocorrer acúmulo de secreções, o que desequilibra a flora vaginal.

A pesquisa também mostra que conforto é o principal motivo para as internautas escolherem uma calcinha, citado por 71%. Outras 18% escolhem a peça pensando na saúde da região íntima e 11% pensam na beleza. Na hora de escolher a roupa de dormir, 57% também prezam pelo conforto e 38% levam em consideração o clima/temperatura.

Entre as que dormem com calcinha, 83% usam peças de seda ou algodão, 9% de microfibra ou elastano, 7% de lycra e 2% de renda.

Comentários

Matérias Relacionadas