Ciência & Tecnologia

Hackers põem pornografia em sites do Estado Islâmico

Grupo de piratas informáticos se apresenta como 'Daeshgram', jogo de palavras com o acrónimo 'Daesh', usado para descrever o Estado Islâmico
Fonte: Noticias ao minuto | Editor: Redação 25/11/2017 08:38
Imagem ilustrativa Imagem ilustrativaFoto: Reprodução

Um grupo iraquiano de hackers lançou uma ciberoperação contra o Estado Islâmico. A operação consiste em introduzirem imagens pornográficas nos canais de comunicação oficiais do grupo terrorista, conta a Fox News.

Os membros do grupo de piratas informáticos, chamado 'Daeshgram', disseram à Newsweek, citados pela Fox News, que o objetivo é semear a desconfiança entre os apoiadores do Estado Islâmico sobre a veracidade das mensagens dos líderes do grupo.

Um dos exemplos foi uma imagem tratada em photoshop, que exibia uma mulher nua em um anúncio sobre a abertura de um centro tecnológico do Estado Islâmico, na Síria. A imagem alterada fazia parecer que os soldados estavam a ver pornografia.

Mas o maior alvo do grupo de piratas é a Amaq, a agência de notícias do Estado Islâmico. Os hackers já colocaram o site offline, replicando a página com brincadeiras sobre a ideologia do grupo terrorista.

"O Estado Islâmico respondeu a dizer aos apoiadores para não confiarem em nenhum link da Amaq", contou um dos membros do grupo. "Por isso achamos que fomos bem sucedidos, a certo ponto, e somos apenas seis pessoas", acrescentou.

Comentários