Cidade

Guarda Municipal completa um ano de atuação em Teresina

A capital conta com 115 guardas municipais atuando em pontos estratégicos da cidade
Fonte: PMT | Editor: Redação 22/01/2018 11:51
Guarda Municipal de Teresina Guarda Municipal de TeresinaFoto: Divulgação

Proteção ao patrimônio público e assistência à comunidade. Essa é a função primordial da Guarda Civil Municipal (GCM) de Teresina. Criada por meio da Lei Complementar n° 3.834, o órgão, vinculado à Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), completa, nesta quarta-feira (24), um ano de atuação na capital.

Atualmente, Teresina conta com 115 guardas municipais atuando em pontos estratégicos da cidade, como Parque da Cidadania, Complexo Esportivo Parentão, Parque Ambiental Lagoas do Norte, Centros de Esportes Unificados (CEU) Norte e Sul, além das praças da Bandeira, Fripisa, Rio Branco, Parque Floresta Fóssil e Mercado Central de Teresina – com patrulhamento preventivo nos dois últimos.

“Durante nossas atividades, percebemos que a Guarda Municipal foi muito bem aceita pela população. Em nosso primeiro ano de atuação, melhoramos o policiamento e ouvimos as demandas da comunidade para melhor servi-la. Começamos a atuar no terminal do bairro São Joaquim, na zona Norte de Teresina. Em breve, estaremos em outras estações da cidade. Essa é nossa meta: um trabalho com qualidade”, afirma Capitão Monteiro Silva, comandante da GCM.

Já nos primeiros dias de 2018, a Guarda Civil iniciou o patrulhamento com motocicletas em Teresina. As quatro motos, entregues pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semam), trazem mais agilidade ao trabalho desenvolvido. As motos são utilizadas na atuação no entorno do Parque Lagoas do Norte, mas podem atender ocorrência em outras regiões da capital.

Segundo Samuel Silveira, secretário da Semcaspi, a GCM tem se destacado em Teresina. “A Guarda que, inicialmente, poderia ser considerada um instrumento para evitar a depreciação do espaço público, tem evitado furtos e roubos e coibido o tráfico de drogas, além da apreensão de armas e recuperação de motos roubadas. É um trabalho cada vez mais qualificado e necessário para Teresina”, destaca Samuel Silveira.

Entre os meses de janeiro e dezembro de 2017, dados divulgados pela GCM mostram que, em números gerais, foram realizadas 116 operações de apreensão de drogas; 61 operações de apreensão de armas; 24 conduções à Central de Flagrantes de Teresina, além de uma ação no Parque Brasil para evitar a apropriação irregular de um terreno na região.

Por conta das operações, foram apreendidas 547 drogas ilícitas, entre elas, maconha, LSD e cocaína; 61 armas, entre elas, brancas, uma de fogo, além de um simulacro de arma de fogo. Entre os motivos para condução à Central de Flagrantes estão tráfico de drogas, furto, porte de arma, ameaça e desacato à Guarda Municipal, além de lesão corporal, pichação e apreensão de animal silvestre.

Para contato com a Guarda Civil Municipal de Teresina, a população pode ligar, gratuitamente, ao número 153.


Comentários