Geral

Grupo da situação na OAB cumpre promessa e registra chapa com 94% de renovação

Atual presidente da Ordem, o advogado Chico Lucas ficou de fora da chapa
Fonte: Ascom | Editor: Da Redação 26/10/2018 19:01
Lucas Vila Lucas VilaFoto: Ascom

A chapa do advogado Lucas Villa registrada nessa quinta-feira (25) para a disputa da presidência da Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Piauí (OAB-PI) apresentou um percentual de renovação de 94% nos cargos, em comparação com a chapa anterior.

Quanto aos nomes que compõe o grupo, o percentual de mudança é de 81% em relação à eleição passada, sendo que mesmo entre os que permaneceram no grupo a maioria está em cargos diferentes.

Com o nome de "OAB Aberta - Para seguir em frente", a chapa de número 1 reforçou o compromisso de renovação apoiada pelo então presidente Chico Lucas, que ficou de fora de qualquer posição na chapa.

"Há três anos fiz uma promessa de que não iria compor a chapa, honrei o compromisso porque sei que a advocacia precisa de advogados comprometidos e sem o sentimento de que a OAB faz parte de seu patrimônio. Nós queremos uma OAB aberta e democrática", declarou Chico Lucas.

Sobre o grupo que tem total alinhamento com sua administração e recebeu o aval para concorrer ao pleito, o atual presidente destacou: "É um grupo forte, unido, e principalmente despido de vaidades. Aqui não existe apego a cargo. Todos irão trabalhar em prol da advocacia, estando na chapa ou não".

O candidato Lucas Villa pontuou que a "OAB Aberta" está pronta para seguir trabalhando por uma Ordem que seja cada vez mais inclusiva, com abertura para todos os advogados do Piauí.

"Estamos muito felizes de ter uma chapa que conta com colegas tão valorosos, em caminhada por uma OAB cada vez mais aberta, mais democrática e plural, para que todos os advogados possam fazer parte dessa história e a OAB continuar seguindo em frente", disse Villa.

A votação acontece no próximo dia 24 de novembro. Pela primeira vez na história do estado, a eleição da OAB-PI tem quatro chapas concorrendo à presidência. Nos últimos anos, a corrida se deu em torno de dois ou três grupos polarizados. Estão aptos a votar os advogados e advogadas regularmente inscritos na OAB, adimplentes com o pagamento das anuidades.

Comentários