Política

Governo trabalha para manter pagamento do servidor em dia

Fonte: Redação | Editor: Paulo Pincel 31/05/2017 21:30
Antonio Neto fala sobre a situação financeira do Estado Antonio Neto fala sobre a situação financeira do EstadoFoto: Caio Bruno/Alepi

O secretário de Estado do Planejamento, Antônio Neto, prevê um cenário de dificuldade em 2018, mas que o Estado trabalha para manter as contas equilibradas e, principalmente, o pagamento do funcionalismo em dia.

As metas fiscais para o próximo ano preveem receitas de R$ 10,1 bilhões ,com crescimento do Orçamento geral do Estado em 6,75%. Já o deficit primário previsto para 2018 deve superar os R$ 800 milhões. E o rombo na Previdência vai atingir R$ 3 bilhões no ano que vem. A dívida consolidada do Estado bate os R$ 5 bilhões e a previsão de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) é de 2,5%.

Antonio Neto participou nesta quarta-feira (31), de audiência pública para debater o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) para 2018, na Comissão de Fiscalização e Controle, Finanças e Tributação, presidida pelo deputado Severo Eulálio(PMDB).

“É o momento de todos os Poderes se unirem para debater o orçamento, principalmente em relação à contenção de gastos, por isso precisamos do apoio de todos”, defendeu Antonio Neto, ao revelar que o Piauí tem “sobrevivido” graças a sensibilidade do Legislativo ao aprovar os empréstimos.

Da audiência também participaram os secretário de Administração, Franzé Silva; superintendente do Tesouro Estadual, Emílio Rodrigues; e presidente da Fundação do Desenvolvimento do Esporte do Piauí, ex-deputado estadual Paulo Martins, além de deputados estaduais de vários partidos e representantes de outros poderes.

Emendas

A Lei das Diretrizes Orçamentárias de 2018 prevê a criação de reserva técnica para o cumprimento das emendas “impositivas” aprovadas pelo deputados estaduais.

Comentários