Saúde

Governo lança Programa de Telemedicina no HGV

O objetivo é avançar em educação e saúde para os 224 municípios do estado.
Fonte: Governo do Piauí | Editor: Redação 22/05/2018 09:31
Solenidade de lançamento do Programa de Telemedicina Solenidade de lançamento do Programa de TelemedicinaFoto: Ascom HGV

O governador Wellington Dias, o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto; o presidente da Fundação Hospitalar, Rafael Neiva; e a diretora-geral do HGV, Fátima Garcêz, lançaram, nessa segunda-feira (21), no Hospital Getúlio Vargas (HGV), o Programa de Telemedicina com a utilização de rede de fibra ótica que vai possibilitar a integração dos hospitais públicos em todo o estado.

Segundo o governador, já foram investidos recursos da ordem de R$ 42 milhões em rede de fibra ótica no estado para facilitar a expansão de informações e, em frações de segundos, uma mensagem possa chegar ao destino final. “O objetivo é avançar em educação e saúde para os 224 municípios do estado. O que estamos vivenciando hoje vai nos levar a um caminho novo, integrar o HGV com os municípios, com o Brasil e com o mundo”, explica Wellington Dias.

Segundo Florentino Neto, neste primeiro momento, o programa vai possibilitar a integração do HGV com o Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (Heda), em Parnaíba, como já acontece com o Hospital de Floriano. “A iniciativa é extremamente importante para a saúde pública e para o desenvolvimento das atividades hospitalares no Piauí, tendo em vista que, com a mediação tecnológica, os profissionais poderão compartilhar ações, diagnósticos e analisar a situação dos pacientes e, assim, teremos a integração dos hospitais”, explica o secretário.

A diretora-geral do HGV, Fátima Garcêz, destacou que hoje é um marco dentro da saúde do Piauí, onde o HGV, que é um hospital de alta e média complexidade, vai, por meio dessa tecnologia, integrar com a rede dos hospitais do interior do estado. “Estamos iniciando com a discussão de um caso com o Hospital de Parnaíba. Algo de extrema importância que é uma troca de conhecimentos, de dados, já que o HGV dispõe de uma equipe qualificada com residentes, professores, para que todos os hospitais, além do Heda, possam usufruir dessa tecnologia para melhorar a conduta e o diagnóstico dos pacientes internados”, destaca a gestora.

O presidente da Fepiserh, Rafael Neiva, pontua que essa é mais uma oferta de tecnologia e telecomunicações para integrar hospitais e mais um movimento em prol da saúde do estado do Piauí.

Comentários