Economia

Governo fecha parceria com Sebrae para fortalecer pequenos empresários

A cooperação vai viabilizar o apoio e fortalecimento da cultura de exportação com esses empreendedores.
Fonte: Governo do Piauí | Editor: Redação 13/03/2019 09:49
Encontro com o presidente nacional do Sebrae Encontro com o presidente nacional do SebraeFoto: André Oliveira

O governador Wellington Dias esteve, nessa terça-feira (12), em Brasília, em audiência com o presidente nacional do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), João Henrique de Almeida Sousa, na sede do órgão, onde fecharam parceria para viabilizar o apoio e fortalecimento da cultura da exportação com os pequenos empresários piauienses.

De acordo com o chefe do Executivo piauiense, cerca de 95% dos empreendedores do Piauí são pequenos e microempresários, que atuam em áreas com forte vocação para o mercado interno brasileiro, mas com qualidade e demanda para o mercado externo.

“Precisamos trabalhar as condições para vender ao mercado interno, mas também ter um foco no mercado externo. Nosso mel e castanha já ganharam o Brasil e o mundo, e podemos crescer ainda mais. Assim como a castanha, podemos produzir para exportar: o amendoim e outras amêndoas, a polpa de frutas, não só do caju, mas da manga, maracujá, cajá, bacuri, goiaba, acerola, dentre outras. Temos força com o artesanato, com a produção de peças e utensílios com a opala, a renda, a cerâmica de São Raimundo Nonato, móveis com babaçu e madeira legal. A ideia é começar de algum ponto e focar para aumentar as exportações”, disse Wellington.

Dias destacou ainda o aumento na produção de peixe, de caprino e ovinos que também podem ser colocados no rol das exportações. “O turismo também é outro mercado natural nessa relação externa e podemos avançar forte dentro desse eixo com o Consórcio Nordeste”, disse o governador.

O presidente do Sebrae garantiu o apoio e disse que “o projeto com o Piauí é apenas o começo de uma série de parcerias que queremos firmar para ampliar a participação dos pequenos negócios com foco no mercado externo”, comentou João Henrique.

Comentários