Política

Governo começa em março a demissão de servidores

As demissões dos servidores que não se recadastraram será por justa causa
Fonte: SeadPrev | Editor: Paulo Pincel 14/12/2017 16:24
Secretário de Administração e Previdência, Franzé Silva Secretário de Administração e Previdência, Franzé SilvaFoto: Paulo Pincel

Os servidores estaduais que não se recadastraram não vão receber salário em dezembro e nem a segunda parcela do 13º salário, que começa a ser paga na segunda-feira (18). O Governo do Estado está convocando via Correios, os mais de 3 mil servidores públicos que não fizeram a atualização cadastral bianual, que é obrigatória, para que compareçam à Secretaria de Estado da Administração e Previdência para atualizarem os seus dados.

"Dentro de 90 dias iremos encaminhar os processos para a PGE para ser dado o andamento do processo de demissão por abandono de emprego", avisou o secretário Franzé Silva, em entrevista na TV nesta quinta-feira (14).

Após expirar o prazo de três meses para a atualização, a Secretaria de Adaministração vai iniciar o processo administrtuivo para a demissão por justa causa desses servidores por abandono de emprego.

Em 2015, 7 mil servidores não fizeram o recadastramento e entraram em processo de demissão, gerando uma economia de R$ 21 milhões ao Estado. A atualização cadastral acontece a cada dois anos. O 2º recadastramento aocnteceu em 2017 e foi feito pela internet, terminando em outubro passado. Agora a atualização tem que ser feita pessoalmente pelo servidor. Depois de atualizado os dados, os servidores que tiveram o dinheiro bloqueado passam a receber salários, inclusive o retroativo dos meses descontados por conta do não recadastramento.

Comentários