Política

Cúpula da Segurança se reúne para barrar ataques a ônibus

No último final de semana, dois ônibus foram incendiados em Teresina
Fonte: Paulo Pincel 11/03/2019 08:36
Segundo ônibus da empresa Transcol incendiado em Teresina Segundo ônibus da empresa Transcol incendiado em TeresinaFoto: Reprodução/WhatsApp

O governador Wellington Dias (PT) reassume o cargo às 16h desta segunda-feira (11), em solenidade no Palácio de Karnak. Em seguida, vai reunir a cúpula da segurança pública do Estado para discutir as ações do Estado para evitar que se repita no Piauí o que aconteceu recentemente no Ceará, onde uma onda de incêndios em veículos, principalmente ônibus, deixou a população aterrorizada.

No último final de semana, dois ônibus foram incendiados no Residencial Betinho e Residencial Mário Covas, na zona Sul de Teresina. No sábado e no domingo (10), autoridades da Secretaria de Estado da Segurança, Polícia Militar do Piauí, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Prefeitura de Teresina e Ministério Público do Estado se reuniram para discutir as ações de combate aos incendiários.

O secretário de Estado da Segurança Pública, coronel-PM Rubens Pereira, adiantou que o Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) investiga os dois incêndios a ônibus da Transcol.

Há indícios de que a ordem para os atentados estejam partindo de dentro dos presídios. Há uma semana, um integrante da facção Família do Norte foi morto por rivais durante o banho de sol na Casa de Custódia.

No sábado (9), um adolescente foi apreendido pela Companhia Independente do Promorar, no bairro Cerâmica Cil, zona Sul da capital. O rapaz confessou que a ordem para os ataques a ônibus partiu de dentro de um presídio de Teresina.

"Essa é uma possibilidade que temos que confirmar, as investigações estão muito avançadas com a apreensão do menor, mas não basta a declaração dele, temos que confirmar o que ele disser não tive acesso. Nós estamos analisando todas as possibilidades e que ocorra o mais rápido possível para tranquilizar a população", adiantou o secretário, em entrevista à TV Cidade Verde.

"A Polícia Militar, a Strans e a Guarda Municipal estão reforçando o policiamento ostensivo para que cicadão tenha tranquilidade de ir trabalhar, de voltar para casa, naqueles horários de possibilidade de ocorrência desses eventos", acrescentou.

Comentários