Geral

Governador participa da abertura do 7° Congresso Estadual de Agricultores Familiares

O encontro reúne trabalhadores rurais, sindicalistas, gestores, políticos e lideranças políticas
Fonte: Governo do Piauí | Editor: Redação 01/02/2018 08:35
Governador participa do 7º Congresso da Fetag Governador participa do 7º Congresso da FetagFoto: Francisco Gilásio

A Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Piauí (FETAG) realizou na tarde desta quarta (31), a abertura do 7° Congresso Estadual de Agricultores e Agricultoras Familiares Trabalhadores Rurais. O evento vai até dia 02 de fevereiro no Centro de Formação da FETAG. O encontro reúne trabalhadores rurais, sindicalistas, gestores, políticos e lideranças políticas para discutir o tema: “Organização e Unidade Política para o Fortalecimento da Agricultura Familiar”. O governador Wellington Dias participou do momento solene de abertura.

“A FETAG tem um papel importante na construção democrática do nosso país. São homens e mulheres que trabalham na zona rural para manter seu sustento e para produzir o alimento que a cidade consome. O Governo do Estado dá total apoio à federação e reconhece o que ela significa. Na conjuntura atual é importante um momento desses de discussão envolvendo vários setores”, declarou o chefe do executivo.

Para a presidente da FETAG, Elisângela Maria é um momento para discutir o fortalecimento e organização da agricultura familiar. “Vamos fazer um debate principalmente sobre as políticas públicas voltadas para o campo e vamos falar sobre o atual cenário político atual que requer da gente um grande desafio e compromisso”, afirmou.

O Congresso terá mais de 400 delegados e delegadas (trabalhadores rurais) de todo Piauí, além de palestrantes e convidados. Serão realizadas as deliberações do Movimento Sindical Piauiense e as decisões tomadas nele servirão para direcionar a Federação e os Sindicatos filiados pelos próximos quatro anos. Ocorrerá ainda a eleição para a escolha da nova diretoria da FETAG-PI, que terá em sua composição a paridade de 50% de mulheres e 50% de homens.

“É um grande evento que vai reunir pelo menos 224 sindicatos de todos os municípios do Piauí, só a FETAG consegue fazer essa mobilização. Questões extremamente importantes para a organização dos trabalhadores e para o desenvolvimento da agricultura familiar serão tratadas durante esses dias. Questões relacionadas a terra, crédito, produção e comercialização são pontos importantes e que serão discutidos e os resultados serão utilizados para os próximos anos. A FETAG possui uma força política, organização e capacidade de reivindicação dos seus direitos”, afirmou o Superintendente de Desenvolvimento Rural, Francisco Lima.

Quatro grupos temáticos serão trabalhados no congresso: Direitos Sociais, Políticas Públicas para os Povos do Campo; Agricultura Familiar, Terra, Água e Créditos; PADRSS e os Sujeitos do Campo e Sindicalismo e Organização Sindical da Agricultura Familiar.

Segundo a presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Miguel Alves, Katiana Lima, o congresso é importante para os representantes dos sindicatos já que é uma oportunidade de encontro com todos os dirigentes do estado. “Vamos debater aqui todas as dificuldades enfrentadas por cada município e dessa forma traçarmos juntos metas de trabalho para esses próximos quatro anos. Definir ideias e planos de trabalho para o desenvolvimento para a zona rural do Piauí, bem como uma melhoria para o homem e mulher do campo”, disse.

Participaram ainda da solenidade de abertura, a senadora Regina Sousa; o secretário de Governo, Merlong Solano; o secretário de Justiça, Daniel Oliveira; a secretária de Educação, Rejane Dias; o deputado estadual Aluísio Martins; a superintendente de Relações Institucionais e Movimentos Sociais do Governo do Estado, Núbia Lopes; o deputado Estadual do Ceará, Moisés Braz; a auditora Fiscal do Trabalho; Paula Mazullo; o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (CONTAG), Aristides Veras, entre outros.

Comentários