Política

Governador lê mensagem aos deputados na segunda-feira

Wellington vai mostrar as realizações no último ano e definir as prioridades do mandato
Fonte: Paulo Pincel | Editor: Alliny Maria 31/01/2019 13:52
Governador do Piauí, Wellington Dias, discursa na Assembleia Legislativa Governador do Piauí, Wellington Dias, discursa na Assembleia LegislativaFoto: Paulo Pincel

Está mantida a leitura da Mensagem Anual à Assembleia Legislativa pelo governador Wellington Dias, marcada para a próxima segunda-feira (4), às 11h, no Plenário Waldemar Macêdo. Wellington vai mostrar as principais realizações no último ano e definiar as prioridades para os próximos quatro anos de mandato.

Wellington Dias e os outros 26 governadores dos estados e do Distrito Federal tinham reunião agendada para a segunda-feira, no Ministério da Justiça e Segurança Pública. Em pauta, a discussão com o ministro Sérgio Moro do projeto de Lei Anticrime.

A reunião com os governadores deverá acontecer na próxima semana, mas em data ainda a ser confirmada pelo gabinete do ministro Sérgio Moro. Além dos governadores, participam da reunião com Moro todos os secretário de Estado da Segurança Pública.

No dia 6, Dias participa da reunião do Fórum de Governadores do Nordeste, quando vão colocar em discussão temas relevantes, inclusive o descumprimento da legislação pelo próprio Judiciário, como no episódio do pedido do ex-presidente Lula para ir ao velório e enterro do irmão Vavá, o que acabou não acontecendo

Adiamento

Em ofício encaminhado no dia (28), ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (MDB), o secretario de Estado de Governo, Merlong Solano, pediu que a tradicional leitura da mensagem seja adiada em virtude da apresentação da Lei Anticrime aos governadores.

“Diante do assunto que será tratado nesta oportunidade, o Senhor Governador considera que sua ausência será de grande prejuízo para a sociedade piauiense tendo em vista a importância da temática a ser debatida”, argumentou o secretário.

Na semana passada, em um outro ofício, Merlong Solano já havia pedido a prorrogação da licença do governador, de hoje para quarta-feira (30), alegando falta de voos de Israel para o Brasil.

Porém, como muitos governadores alegaram o compromisso constitucional da leitura da Mensagem na Assembleia Legislativa, Moro decidiu adiar para terça ou quarta-feira, segundo Wellington Dias.

Comentários

Apoio: