Esportes

Goleiro Cássio retorna à seleção

Copa do Mundo Eliminatória Seleção Brasileira Dunga Cássio
Fonte: UOL 22/10/2015 22:48 - Atualizado em 13/11/2016 00:11
Bola BolaFoto: divulgação
Cássio é mais uma opção para Dunga na briga pela camisa 1 da seleção brasileira. Chamado nesta quinta-feira (22) para encarar a Argentina e o Peru, pela Eliminatória da Copa do Mundo da Rússia, o goleiro corintiano chega com o moral de ser líder do campeonato para aumentar ainda mais a competição por um lugar na delegação.

"É um momento muito importante na minha vida e quero dividir essa felicidade com minha família e meus companheiros de Corinthians - jogadores, comissão técnica, direção e funcionários. Estou bastante feliz em voltar a vestir a camisa da seleção e vou me dedicar muito para retribuir a confiança que foi depositada em mim", escreveu Cássio, em mensagem na rede social.

O treinador ainda não encontrou um nome que seja unanimidade para a posição e não tem tido receio de fazer testes. Nos últimos quatro jogos, três nomes diferentes foram titulares.

Contra Costa Rica e Estados Unidos, em dois amistosos, o testado foi Marcelo Grohe. Na estreia das Eliminatórias, contra o Chile, Jefferson foi o escolhido. Na partida seguinte, o selecionado foi Alisson.

A mudança causou nítido desconforto de Jefferson, que não escondeu sua chateação e deu entrevistas afirmando que poderia ter sido o bode expiatório por causa da derrota em Santiago. A torcida botafoguense, inclusive, xingou Dunga para apoiar seu goleiro.

Cássio também foi favorecido pela ausência de Marcelo Grohe, do Grêmio. Ele se recupera de uma lesão no ombro contraída justamente nos treinos da seleção antes de encarar o Chile.

O corintiano já havia sido convocado por Mano Menezes, em 2012, para amistosos disputados no Brasil. Na época, brigou por uma vaga com Diego Alves e Jefferson.

Agora, além de ser goleiro do líder do campeonato, Cássio também volta a vestir a camisa da seleção brasileira como o responsável pela melhor defesa do Campeonato Brasileiro, com 25 gols sofridos. A segunda melhor neste quesito, o Cruzeiro, tem 30 bolas recuperadas dentro de suas próprias redes.

Comentários