Entretenimento

Gentili e Titi armam barraco na web: 'Tem medo que teu pinto caia?'

O apresentador citou as acusações de violência contra a mulher que recaem sobre o deputado do Rio, Marcelo Freixo
Fonte: Noticias ao minuto | Editor: Redação 09/05/2017 13:20
Gentili e Titi Gentili e TitiFoto: Reprodução

Titi Müller e Danilo Gentili protagonizaram um barraco daqueles de deixar os seguidores de queixo caído na web, na madrugada desta terça (9).

Tudo porque o apresentador começou a provocação, citando as acusações de violência contra a mulher que recaem sobre o deputado do Rio, Marcelo Freixo, e também o presidente da Venezuela, Nicolas Maduro.

"A Titi só 'lacra' quando alguém faz piadinha no Twitter. Quando Marcelo Freixo ou Nicolas Maduro agride mulheres, ela fica toda submissa", iniciou Gentili, rebatido por Titi.

"Por que tanto ataque? O que tu teme? Que teu pinto caia no dia em que a igualdade de gênero seja atingida? Spoiler: não vai, fica sussa aí!", provocou a VJ.

Danilo rebateu: "A inteligentérrima e da paz Titi responde uma pergunta que fiz com ataque e 'pinto', mas atribui a mim o ataque e baixaria. Típico", alfinetou ele.

"Achei que tu tivesse medo apenas de vagina, pinto fosse sussa", detonou Titi.

O humorista não se deu por vencido: "A igualdade que Titi busca funciona assim: ela fala do meu pinto e todos devem dizer: 'lacrou'. Se eu falar da b$%¨&* dela sou escroto".

"Repito: é importante falar sobre casos de abuso do mundo simplesmente porque acontece a porra do tempo todo. Agora dá dedinho aqui", declarou Titi, sem recuar.

"Faz piadinha no Twitter: machista! estuprador! Marcelo Freixo oprime mulher: não sou portal de notícias para comentar! Covardinha, Titi", disse Gentili, insistindo na discussão.

"Desculpa, Danilo, de verdade. Tô falando inbox com uma amiga sua e tu precisa de acolhimento e meditação. Esquece o que eu disse. Força aí!", finalizou a VJ.

Titi virou um dos assuntos mais comentados nas redes sociais ao criticar o DJ israelense Asaf Borgore durante uma transmissão ao vivo do Lollapalooza, ao afimar que as letras das músicas que ele toca eram 'extremamente machistas e misóginas'.

Comentários