Esportes

Futebol Italiano: Time que perdeu de 20 a 0 é excluído da Série C

O Pro Piacenza havia escalado apenas jogadores juvenis
Fonte: ANSA | Editor: Redação 19/02/2019 09:27
Futebol FutebolFoto: Indirektno

O Pro Piacenza, time da Lega Pro, a terceira divisão do futebol italiano, foi excluído do torneio nesta segunda-feira (18), um dia após ter perdido de 20 a 0 em um duelo contra o Cuneo. A decisão foi tomada pelo juiz desportivo da Série C, Pasquale Marino, que também impôs uma multa de 20 mil euros ao clube da Emília-Romana. Todas as partidas disputadas pelo Pro Piacenza no primeiro turno não terão valor para a classificação, enquanto as do segundo terão placar de W.O., ou seja, 3 a 0 para o time adversário.

A equipe, que vive uma grave crise financeira, iniciara o jogo contra o Cuneo com o número mínimo de jogadores, sete, todos eles juvenis. O massagista do clube, Alessio Picciarelli, 38 anos, chegou a entrar em campo durante alguns minutos no segundo tempo. Ele foi suspenso pelo tribunal desportivo até o fim de 2019.

"O inaceitável comportamento do clube obrigou tanto seus jogadores quanto os da equipe adversária a disputarem uma partida farsesca do ponto de vista técnico (além de perigosa para a incolumidade física de sujeitos não preparados adequadamente do ponto de vista competitivo)", sentenciou o juiz.

O episódio vem sendo tratado como uma das maiores vergonhas recentes do futebol italiano e colocou em questão o excesso de times na Lega Pro. O torneio é disputado atualmente por dois grupos de 20 equipes e um de 18. Uma partida do Pro Piacenza em janeiro, contra o Alessandria, já havia sido suspensa pouco depois de seu início por ordem da Federação Italiana de Futebol (Figc), já que a equipe se apresentara em campo com jogadores juvenis filiados de última hora.

O clube ainda ficou sem atuar durante várias rodadas devido a uma greve de jogadores e da comissão técnica por conta de atrasos nos salários. Como ficou sem atletas profissionais, o Pro Piacenza decidiu escalar jogadores sub-20 contra o Cuneo para evitar um novo W.O., o que causaria sua exclusão do torneio.

"É uma vergonha isso que aconteceu em Cuneo. A humilhação de sete jovens do Pro Piacenza é algo que não quero ver novamente", disse o subsecretário do Conselho dos Ministros da Itália, Giancarlo Giorgetti, que também cuida das políticas do governo para os esportes.

Comentários