Saúde

Fundação Municipal de Saúde faz mutirão de exames de hanseníase

Mutirão acontece neste sábado das 7 horas às 12 horas
Fonte: Prefeitura de Teresina | Editor: Redação 26/01/2018 11:36
Fundação Municipal de Saúde Fundação Municipal de SaúdeFoto: Divulgação

A Ponte Estaiada ganhou iluminação especial em alusão ao Janeiro Roxo, mês dedicado à divulgação e orientação sobre a hanseníase. Amanhã (27), véspera do Dia Mundial de Luta contra a doença, a Fundação Municipal de Saúde promove um mutirão de detecção da doença, que ocorre das 7h às 12h na clínica dermatológica do Hospital Getúlio Vargas (HGV).

Participam do mutirão médicos infectologistas da FMS e dermatologistas do HGV, que vão realizar um teste de contato com tubos quentes e frios na pele para detectar alguma diferença na sensibilidade. “No mutirão, os casos suspeitos serão identificados e o tratamento será instituído em caso de confirmação”, explica Carlos Gilvan Nunes, chefe do Núcleo de Doenças Negligenciadas da FMS.

Os exames são gratuitos e o atendimento é de livre demanda, ou seja, qualquer pessoa com sintomas de hanseníase pode comparecer – basta levar seu cartão do SUS.

Dados parciais da FMS indicam que em 2017, 384 novos casos de hanseníase foram diagnosticados em Teresina, com taxa de 38,8/ 100.000 habitantes. “É um número que acompanha as tendências nacionais de detecção”, esclarece Carlos Gilvan Nunes, que chama atenção para o números entre menores de 15 anos, 32 novos casos no ano passado. “Casos nesta faixa etária precisam ser trabalhados, tanto no diagnóstico precoce para evitar as complicações da doença como no rastreamento de todos os contatos intradomiciliares da busca do foco principal da doença dentro daquele domicílio”, explica o médico.

Desde 1954, o Dia Mundial de Luta Contra a Hanseníase é comemorado no último domingo do mês de janeiro, com a finalidade de se chamar a atenção do mundo para o problema. A hanseníase é ainda um problema grave no mundo e no Brasil, que ocupa atualmente o 2º lugar em detecção de casos novos da doença.

A hanseníase é uma doença de transmissão por via aérea, geralmente intradomiciliar. Ela se manifesta principalmente através de manchas de pele, que podem variar nas formas e colorações mas que são acompanhadas de diminuição da sensibilidade no local. O diagnóstico é clínico e gratuito, realizado na UBS mais próxima do domicílio do paciente, e pode durar de 6 a 12 meses dependendo da forma da doença.

Comentários

Matérias Relacionadas