Política

Frente Brasil Popular apresenta plano de emergência na UFPI

O coordenador nacional do MST, João Pedro Stédile, é um dos debatedores.
Fonte: Assessoria | Editor: Paulo Pincel 11/07/2017 16:12
Coordenador nacional do MST, João Pedro Stédile Coordenador nacional do MST, João Pedro StédileFoto: Assessoria

A Frente Brasil Popular Piauí apresenta nesta quarta-feira (12), às 9h, no auditório do Centro de Ciências da Educação, no campus da Universidade Federal do Piauí, o Plano Popular de Emergência à comunidade acadêmica e à sociedade piauiense, em debate com a presença do coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), o economista João Pedro Stédile. Com o tema "Lutar contra o golpe é defender a democracia e a soberania nacional".

À tarde será realizada a Conferência Estadual da Frente Brasil Popular Piauí, no auditório do IFPI, no centro de Teresina, a partir das 15 horas, também com a presença de Stédile, falando sobre a conjuntura nacional e o Plano Popular de Emergência, que abrange dez eixos. O movimento aponta para a urgente necessidade de se reformar o sistema tributário, retomar políticas ligadas à reforma agrária, e garantir o aperfeiçoamento do direito à saúde, educação, cultura e moradia.

De acordo com o coordenador da Frente no Piauí, Marcelino Fonteles, a ideia é debater uma saída para o restabelecimento da ordem democrática no Brasil e buscar soluções concretas que ajudem o país a sair da crise econômica e política. "O objetivo é mostrar para a sociedade brasileira que há outras alternativas para levar o Brasil ao desenvolvimento", afirma Marcelino.

Eixos do Plano Popular de Emergência:

1. Democratização do Estado;

  1. 2. Desenvolvimento, emprego e renda;

3. Reforma agrária, Agricultura familiar e camponesa;
4. Reforma Tributária;
5. Direitos Sociais e Trabalhistas;
6. Direito à saúde, à educação, à cultura e à moradia;
7. Segurança pública;
8. Direitos humanos e cidadania;
9. Defesa do meio ambiente;
10. Política externa soberana.

Comentários