Esportes

Flamengo vence clássico e amplia vantagem no Brasileiro

Rubro-negro bateu o arquirrival Fluminense por 2 a 0, no estádio Mané Garrincha
Fonte: Portais 08/06/2018 00:02
Felipe Vizeu driblou o goleiro para marca o segundo do Mengão Felipe Vizeu driblou o goleiro para marca o segundo do MengãoFoto: Metrópole

O Flamengo ampliou a vantagem na liderança no Campeonato Brasileiro. Nessa quinta-feira (7), o time rubro-negro bateu o arquirrival Fluminense por 2 a 0, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, e colocou cinco pontos à frente do Sport, o segundo colocado.

Os gols de Henrique Dourado e Felipe Vizeu levaram o clube da Gávea aos 23 pontos, com quatro vitórias consecutivas.

Na próxima rodada, o líder isolado terá pela frente o Paraná. A partida será realizada no Maracanã, domingo (10), às 19h. O Fluminense, por sua vez, completou três jogos sem vencer e perdeu contato com o topo da tabela. Em décimo lugar, com 14 pontos, o Tricolor visita o Atlético-MG, domingo, às 16h.

O clássico entre Flamengo e Fluminense tomou o posto de maior público do Brasileirão do duelo entre Flamengo e Internacional. Apesar do mando de campo tricolor, 59.987 pagantes (60 mil presentes) foram registrados, com maioria absoluta de rubro-negros nas arquibancadas do Mané Garrincha.

Os times entraram em campo desfalcados. Pelo lado do Rubro-negro, Diego (suspenso), além da dupla Réver e Juan (lesionados) foram as ausências.

No Tricolor, Pedro, Marcos Júnior e Ayrton Lucas ficaram de fora, da mesma forma que o lateral Léo. Maurício Barbieri optou por Marlos Moreno na vaga de Diego no Flamengo, enquanto Abel Braga reforçou o sistema defensivo no Fluminense.

O melhor em campo foi Vinicius Júnior. O atacante do Flamengo foi o dono do clássico. Aos 17 anos, ele deitou e rolou com dribles insinuantes e jogadas objetivas. Junto com Lucas Paquetá, o camisa 20 foi a principal arma do Rubro-negro.

Rodinei não teve a mesma sorte. O lateral rubro-negro teve uma atuação ruim. Errou cobranças de escanteio, passes simples, cruzamentos e ainda acertou uma cotovelada maldosa em um adversário. Uma noite para esquecer.

Se Marlos Moreno foi escalado para desafogar o Flamengo pelo lado direito, Vinicius Júnior foi o responsável por fazer isso pelo lado esquerdo. Aos 12min, ele passou como quis por João Carlos e cruzou. A bola passou pela área em excelente oportunidade para o Rubro-negro. Aos 13min, o camisa 20 chutou de fora da área. Sem jeito, o goleiro Júlio César salvou o Fluminense.

Abrir o placar parecia questão de tempo para o Flamengo, dono absoluto da partida. Aos 26min, Marlon se desligou e puxou Marlos Moreno na área. Pênalti assinalado pela arbitragem. Aos 28min, Henrique Dourado cobrou com a conhecida categoria e colocou a bola no fundo da rede. O Ceifador quebrou o incômodo jejum de nove jogos sem balançar as redes.

Aos 40min, o clima quente do clássico terminou mal. Em disputa de bola, Rodinei acertou de forma maldosa uma cotovelada em João Carlos. Houve sangramento. O atleta tricolor precisou de atendimento médico, mas o rubro-negro nem sequer foi punido pela arbitragem.

Enquanto o Fluminense jogava por uma bola, o Flamengo lutava para ampliar o placar. Aos 44min, Vinicius Júnior por muito pouco não fez o segundo gol rubro-negro. Coube ao goleiro Júlio César promover uma bela defesa e impedir que a bola parasse no fundo da rede.

Acuado pelo Flamengo, o Fluminense até mudou a postura no segundo tempo. O Tricolor avançou mais ao campo ofensivo. O time, no entanto, foi prejudicado, já que Pablo Dyego entrou no intervalo, mas sentiu uma lesão e precisou ser substituído por Robinho em poucos minutos. Antes dos 10min, o técnico Abel Braga já havia queimado as três alterações.

Tranquilo, apesar da postura mais contida, o Flamengo não teve dificuldades para fechar o placar e garantir a vitória. Felipe Vizeu entrou no lugar de Henrique Dourado e marcou aos 33min. Everton Ribeiro e Lucas Paquetá tabelaram até que a bola chegou ao atacante. Ele ainda driblou o goleiro Júlio César dentro da pequena área antes de estufar as redes. Uma noite de festa de um Flamengo cada vez mais líder do Brasileirão 2018.

Jogadores agradecem pelo gol
Jogadores comemoram gol

FLUMINENSE
Júlio César; Renato Chaves (Pablo Dyego, Robinho), Gum, Luan Peres; Gilberto, Richard, Douglas, Jadson, Sornoza (Matheus Alessandro), Marlon; João Carlos. T.: Abel Braga

FLAMENGO
Diego Alves; Rodinei, Léo Duarte, Rhodolfo (Thuler), Renê; Cuéllar, Lucas Paquetá, Everton Ribeiro, Marlos Moreno (Jean Lucas), Vinicius Júnior; Henrique Dourado (Felipe Vizeu). T.: Maurício Barbieri

Estádio: Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Juiz: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Renda: R$ 3.177.575
Público: 59.987 pagantes / 60.000 presentes
Cartões amarelos: Marlon, Gilberto e Matheus Alessandro (Fluminense); Lucas Paquetá e Renê (Flamengo)
Gols: Henrique Dourado, aos 28min do primeiro tempo, e Felipe Vizeu, aos 33min do segundo tempo

Comentários