Polícia

Fisioterapeuta é presa suspeita de torturar filha de seis anos

O caso foi denunciado pelas professoras da criança
Fonte: Redação Piauí Hoje | Editor: Alinny Maria 26/04/2018 10:36
Agressão contra criança Agressão contra criançaFoto: Imagem ilustrativa

Uma fisioterapeuta de 30 anos, que não teve o nome revelado, foi presa em Parnaíba, litoral do Piauí, suspeita de torturar a própria filha de apenas seis anos de idade. A mulher foi presa na terça-feira (24) após os professores da menina denunciarem o caso.

De acordo com o delegado Eduardo Aquino, os professores perceberam lesões antigas e recentes no corpo da menina, além do cabelo infestado de piolhos A criança chegou na escola com manchas e bastante lesionada. Ela usava um casaco e os professores desconfiaram. O caso foi levado ao Conselho Tutelar e depois à Delegacia de Polícia Civil.

A garota foi submetida a exame de corpo de delito e foi comprovado as agressões. Segundo o delegado, os peritos descreveram no laudo que as agressões ocorreram de forma cruel.

Em depoimento, a mãe disse ao delegado que “perdeu a cabeça” e que as agressões ocorreram apenas uma vez. A fisioterapeuta permanece presa e à disposição da Justiça.

Além das lesões, também foi constatado que a criança não se alimenta bem. Ela sente dores no estômago, além apresentar higiene precária. O delegado diz ainda que a família tem boa condição financeira, que isso não justifica.

A criança mora com a mãe, padrasto e uma irmã adolescente. O padrasto também é suspeito de agredir a menina, mas ele não foi preso. A irmã ainda será ouvida.

O caso foi encaminhado para a Delegacia do Menor de Parnaíba. A criança está sendo cuidada por uma professora da escola e acompanhada pelo Conselho Tutelar e por uma equipe de psicólogos até que o inquérito seja concluído.

Comentários