Cidade

Firmino Filho vai decretar estado de calamidade em Teresina

Com o decreto, as ações emergenciais e ajuda a essas pessoas acontecerá de forma mais célere
Fonte: Com informações da Prefeitura de Teresina | Editor: Alinny Maria 12/04/2018 10:30
Visita às áreas alagadas Visita às áreas alagadasFoto: Rômulo Piaullino/Ascom

Com a eleveção dos rios Poti e Parnaiba, o prefeito Firmino Filho anunciou na manhã desta quinta-feira (12) que irá decretar estado de calamidade em Teresina. O prefeito realizou uma visita às áreas alagadas da cidade e afirmou que cerca de 250 famílias estão desabrigadas devido às fortes chuvas que caíram recentemente. Com o decreto, as ações emergenciais e ajuda a essas pessoas acontecerá de forma mais célere.

Em Teresina, desde o início do período chuvoso, órgãos como Defesa Civil Municipal e Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) realizam o monitoramento constante das áreas de risco e prestam auxílio para as famílias desses locais.

Somente nos dez primeiros dias de abril, a Defesa Civil Municipal de Teresina atendeu 59 pessoas em situação de risco. Para tratar a respeito do assunto, Firmino Filho se reuniu esta semana, em Brasília, com o secretário nacional de Defesa Civil, Newton Ramlow.

Na ocasião, o Ministério da Integração Nacional, que possui experiência em combate a desastres naturais, se disponibilizou a ajudar os desabrigados com kits humanitários. “Na oportunidade, nós mostramos todas as características de Teresina e as dificuldades que estamos tendo agora com as chuvas intensas e concentradas na cidade”, disse Firmino.

Após a reunião, o próximo passo será protocolar todas as necessidades da cidade de Teresina, durante este período chuvoso, junto ao Ministério da Integração Nacional. De acordo Érick Amorim, coordenador do escritório da Prefeitura em Brasília, o documento será encaminhado nos próximos dias.

Comentários