Política

Firmino: PSDB vai mesmo desembarcar do governo Temer

Fonte: Redação | Editor: Paulo Pincel 10/06/2017 20:00
Prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB) Prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB)Foto: Paulo Pincel

O prefeito de Teresina, Firmino Filho, admitiu que o PSDB, em visível desconforto com as denúncias contra o presidente Michel Temer, vai mesmo deixar o governo, onde ocupa quatro ministérios e a direção de vários órgãos federais importantes.

O prefeito conversou com o presidente Nacional do PSDB, o senador Tasso Jereissati, que sugeriu a Firmino que ouvisse os deputados e lideranças do partido, que estão divididos também no Pìauí. A maioria defende a saída já. Outros preferem aguardar os desdobramentos dos fatos, o rumo que os acontecimentos recentes envolvendo o presidente Temer e o governo dele vão tomar a partir desta próxima semana.

“O debate interno acontece em Brasília da mesma forma que acontece em Teresina. Essa discussão é interna, intensa e deve durar até a reunião de segunda (12). O debate interno é importante para que nós possamos nos posicionar. Acredito que o PSDB venha desembarcar do governo federal”, adiantou Firmino, em conversa com os jornalistas no Palácio da Cidade, na sexta-feira (9).

Firmino Filho disse que o apoio às reformas, necessárias segundo o prefeito, vai continuar, independentemente do que o partido decidir em relação ao governo Temer.

“Acredito que estamos em outro momento da nossa vida democrática, que exige que as instituições funcionem independente das questões partidárias. Um exemplo disso é que nós administramos durante a gestão da ex-presidente Dilma Rousseff, do PT, e nós da Prefeitura de Teresina, PSDB, sempre tivemos um bom entendimento e isso não será diferente em relação aos outros governos”, lembrou.

Comentários