Polícia

Família de Camila organiza protesto contra o feminicídio

Manifestação aconrtece na quarta-feira (8), ás 17h em frente ao QCG da PM
Fonte: Paulo Pincel 02/11/2017 12:15
Seu Carlito Abreu chora sobre o caixão da neta, que morava com ele e a avó Seu Carlito Abreu chora sobre o caixão da neta, que morava com ele e a avóFoto: Reprodução/WhatsApp

Circula nas redes sociais o convite para uma manifestação contra o feminicídio, marcada para a próxima quarta-feira (8), às 17h, em frente ao quartel do Comando Geral da Polícia Militar do Piauí, na Avenida Higino Cunha, no bairro Ilhotas, em Teresina.

A manifestação é organizada pela família de Camila Pereira de Abreu, 21 anos, morta pelo capitão da PM Allisson Wattson da Silva Nascimento, na madrugada do último dia 26 de outubro, no povoado Mucuim, na zona rural de Teresina.

O protesto vai lembrar outras vítimas da violência, como Iarla Lima Barbosa, de 25 anos, executada a tiros pelo oficial do Exército José Ricardo da Silva Neto, no dia 19 de junho deste ano. O tenente também baleou a irmã e uma amiga de Iarla.

“Convidamos a toda a sociedade de Teresina principalmente você MULHER que venha participar de um ato de protesto pedindo um basta ao feminicidio e que o capitão Alison Wattson seja expulso dos quadros da Polícia Militar do Piauí, polícia essa que tem obrigação de defender a sociedade”.

“Será realizada em frente ao quartel do Comando Geral ao lado da Maternidade Evangelina Rosa, quarta-feira, dia 8/11, às 17h. #bastadesofrer#queremosjustiça. Jean Carlos, pai da Camila”, conclui a mensagem

Comentários