Polícia

Ex-prefeito acusado de matar esposa vai a júri popular no dia 21

O crime ocorreu em 2015, em Lagoa do Sítio
Fonte: Polícia Civil | Editor: Alinny Maria 10/06/2018 08:29
Zé Simão e a ex-esposa Zé Simão e a ex-esposaFoto: Arquivo

O ex-prefeito de Lagoa do Sítio, José de Arimateia Rabelo, mais conhecido como ‘ Zé Simão ‘, será julgado pelo Tribunal do Júri Popular de Oeiras no dia 21 de junho. O ex-prefeito é acusado de matar a esposa Gercineide de Sousa Monteiro Rabelo com um tiro no ouvido no ano de 2015.

O julgamento será em Oeiras porque a defesa conseguiu o desaforamento do processo da Comarca de Valença - PI, para Oeiras, por questão de estratégia. Na época o crime teve grande repercussão. A vítima foi encontrada morta em cima da cama. O caso foi desvendado porque a doméstica que trabalhava na casa do casal confessou participação no crime.

Segundo a Polícia Civil, após matá-la, Zé Simão saiu ainda na madrugada como sempre fazia, para uma propriedade dele e, quando voltou alarmou que à esposa estava morta. Quando chamaram uma enfermeira do posto de saúde para verificar a morte, a enfermeira notou um sangramento no ouvido e avisou à Polícia. O local foi isolado e o Secretário de Segurança Pública mandou uma equipe de Teresina comandada pelo delegado Wiliams Moraes, à época à frente da Gerência de Polícia do Interior (GPI), além de uma equipe da Delegacia de Homicídios, que fez todo o levantamento do local e produziu a recognição visuográfica de local de crime. O corpo foi removido para Teresina e realizado o exame cadavérico. Posteriormente, o ex-prefeito jogou toda a culpa para a doméstica Noêmia Maria da Silva.

Noêmia Bastos e o Zé Simão teriam um caso e os dois planejaram o homicídio contra a primeira-dama. Zé Simão nega a autoria do homicídio e está preso em Teresina desde 2015.

Comentários