Polícia

Presos na Operação Poço Sem Fundo já estão soltos

A Justiça alega que os suspeitos estão contribuindo com as investigações e vão continuar respondendo em liberdade
Fonte: Redação Piauí Hoje | Editor: Alinny Maria 18/03/2019 11:27
Presa na Operação Poço Sem Fundo Presa na Operação Poço Sem FundoFoto: Reprodução/Facebook

Já estão soltas as cinco pessoas presas no dia 13 de março de 2019 na ‘Operação Poço Sem Fundo’, que investiga desvio de recursos públicos que seriam destinados à manutenção de poços em Brejo do Piauí. Na manhã desta segunda-feira (18), foram soltos a ex-prefeita de Brejo do Piauí, Márcia Aparecida Pereira da Cruz; o chefe de gabinete da ex-prefeita, Emídio Pereira da Cruz; o pregoeiro municipal, Carlos Alberto Figueiredo; e os donos da empresa VSP Construtora, Adcarliton Valente Barreto e Valdirene da Silva Pinheiro.

Segundo o promotor de justiça de Canto do Buriti, José William Luz, os presos temporariamente foram ouvidos e soltos por colaboraram com as investigações, forneceram todas as informações solicitadas. Eles foram postos em liberdade, mas continuarão respondendo à justiça pelos crimes.

Políciais do Gaeco realizam a Operação Poço Sem Fundo

O vereador de Brejo do Piauí, Fabiano Feitosa Lira, que estava foragido e depois se apresentou à polícia após negociação, ele foi apontado pelo Ministério Público do Piauí como o líder da organização criminosa e deve ficar preso durante toda a operação.

A organização criminosa desviou cerca de R$ 3 milhões em recursos destinados para a manutenção de poços e chafarizes no semiárido do Piauí.

A Operação Poço Sem Fundo foi deflagrada no dia 13 de março pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco).

Comentários