Polícia

Ex-oficial que matou namorada vai para presídio em Altos

O juiz Antônio Nollêto determinou a transferência imediata do preso
Fonte: TJ-PI | Editor: Paulo Pincel 10/11/2017 14:10
Segundo tenente José Ricardo da Silva Neto Segundo tenente José Ricardo da Silva NetoFoto: Reprodução

O juiz da 1ª Vara do Tribunal do Júri, Antônio Nollêto, em despacho assinado nesta sexta-feira (10), determinou a transferência imediata do ex-tenente do Exército, José Ricardo da Silva Neto, 22 anos, do quartel do 2º BEC para a Casa de Detenção Provisória de Altos, acatando a solicitação da Advocacia Geral da União (AGU).

José Ricardo matou a namorada Iarla Lima Barbosa com vários tiros de pistola, no dia 19 de junho deste ano, dentro do carro de sua propriedade. O então tenente do Exército ainda atirou e feriu a irmã e uma amiga de Iarla.

Antônio Nollêto confirmou a audiência de instrução e processo do feminicídio para o dia 22 de novembro. Ricardo vai responder por homicídio qualificado e tentativa de duplo homicídio.

Como a prorrogação do serviço militar de José Ricardo foi negado pela 10ª Região Militar, o agora ex-oficial não poderia ser mantido sob a custódia do Exército.

A AGU atendeu ao pedido do comando do 2º Batalhão de Engenharia e Construção e ao Ministério Público Estadual, que também propôs a transferência do preso.

Despacho do juiz Antonio Nollêto

Despacho do juiz Antonio Nollêto, da 1ª Vara do Tribunal do Júri

Iarla Lima Barbosa
Iarla Barbosa foi morta pelo acusado

Comentários