Política

Seduc afasta estudante suspeito de estuprar colega em banheiro de escola

Fonte: Redação | Editor: Alinny Maria 12/05/2017 12:00
Premen Sul Premen SulFoto: Divulgação

Atualizada às 12:00

A Secretaria de Estado da Educação do Piauí (Seduc) divulgou uma nota na manhã desta sexta-feira (12) a respeito do suposto estupro ocorrido no final da tarde de ontem (11), dentro de um banheiro do prédio onde funciona o Programa de Expansão e Melhoria do Ensino Sul (Premen-Sul), localizado no bairro Monte Castelo, na zona Sul de Teresina.

De acordo com a Seduc, o caso está sendo investigado pela Polícia Civil e o estudante apontado como agressor foi afastado do Premen Sul.

Veja a nota

Sobre a suposta tentativa de estupro que teria ocorrido no Premen- Sul,a Secretaria de Estado da Educação do Piauí (Seduc) informa que a polícia está investigando o caso. A Seduc esclarece que, tão logo os professores da escola tomaram conhecimento do fato, acionaram a Companhia Independente de Policiamento Escolar (Cipe), que agiu rapidamente e encaminhou os envolvidos à Central de Flagrantes de Teresina.

A Seduc informa ainda que o estudante apontado como agressor já foi afastado pela escola e será transferido para outra Unidade de ensino.

Matéria original às 8:30

Um estudante de 16 anos, que não teve a identidade revelada, relata que foi vítima de estupro o fim da tarde dessa quinta-feira (11) dentro de uma escola técnica estadual localizada no bairro Monte Castelo, na zona Sul de Teresina. O suspeito é outro estudante de 17 anos.

O caso ocorreu dentro de um banheiro da escola onde funciona o Programa de Expansão e Melhoria do Ensino - Sul (Premen-Sul). O estudante diz que o suspeito o puxou para dentro do banheiro, onde arrancou sua calça e o violentou, além de agredi-lo com um soco.

A Companhia Independente de Policiamento Escolar (CIPE) foi acionada e conduziu os dois adolescentes à Central de Flagrantes. O suspeito nega que praticou o ato sexual contra a vítima.

Agentes da Central de Flagrantes informaram que a vítima foi convencida por familiares a não denunciar o suposto agressor, desta forma não foi registrado Boletim de Ocorrência.

Comentários