Cidade

Escritório itinerante do Minha Casa Legal será instalado no conjunto Morada Nova

A Emgerpi realizou nesta segunda (20), uma ação de porta em porta para chamar os mutuários do Morada Nova
Fonte: Governo do Piauí | Editor: Redação 20/11/2017 15:19
Foto FotoFoto: Reprodução

Nos dias 23 e 24 de novembro, os mutuários do conjunto Morada Nova serão atendidos através do escritório itinerante do Programa Minha Casa Legal, em mais uma ação que a Empresa de Gestão de Recursos do Piauí (Emgerpi) promoverá com o objetivo de finalizar a regularização fundiária e financeira urbana dos 2.172 imóveis do conjunto.

Os mutuários do Morada Nova receberão atendimentos das 7h30 às 13h30, no salão paroquial da Igreja de Nossa Senhora Imaculada Conceição, localizada na quadra 12, em frente à praça do conjunto Morada Nova.

E na manhã desta segunda-feira (20), três equipes técnicas da Diretoria de Processos Imobiliários da Emgerpi realizaram umaação preparatória no conjunto Morada Nova, através de notificações feitas, de porta em porta, nas casas dos 100 mutuários com maiores dívidas. A ação preparatória também teve como finalidade informar e estimular todos os moradores do conjunto a comparecem no balcão de atendimento do escritório itinerante, que será instalado nesta semana no conjunto Morada Nova, que atualmente tem mais de 300 mutuários com contratos de financiamento em atraso.

O diretor-presidente da Emgerpi, Ricardo Pontes, destacou que o trabalho realizado, nesta segunda, no conjunto Morada Nova faz parte das ações de busca ativa que a Emgerpi vem realizando para convocar os mutuários da capital e do interior para aproveitar as facilidades de pagamento que o Programa Minha Casa Legal está ofertado aos mutuários com dívidas ou que precisam reparcelar débitos. "Hoje o mutuário da extinta Cohab conta com descontos de 40%, 30%, 20% e de até 90% sobre juros e multas”, disse Pontes.

“Muitos mutuários do conjunto Morada Nova têm contratos de gavetas que se arrastam há anos, sendo que outros residem como ocupantes do imóvel. Esta busca ativa visa chamar aqueles moradores, cujo o prazo dos seus contratos foram exauridos, mas que ainda possuem pendências financeiras ou cadastrais. Nossos técnicos entregaram comunicado em todos os imóveis existentes nas 22 quadras do conjunto”, falou a Diretora de Processos Imobiliários da Emgerpi, Ana Lúcia Gonçalves.

Ainda de acordo com a gestora, esta força tarefa é uma das atividades que a Emgerpi adotou para estimular os mutuários do Morada Nova e dos demais conjuntos da capital, a buscarem atendimento para que a regularização fundiária, financeira e cadastral das unidades habitacionais sejam concluídas.

A Emgerpi está trabalhando para estimular e alcançar o maior número possível de mutuários do conjunto Morada Nova, cujas os imóveis foram construídos há mais de 30 anos pela Companhia de Habitação do Piauí (Cohab-PI). A ação itinerante é a segunda ação que a empresa promove no Morada nova, com a finalidade de finalizar a regularização das unidades habitacionais.

Comentários