Educação

Escola Municipal Parque Piauí receberá ações pela cultura de paz

Projeto Queremos Paz é realizado em parceria com o Ministério Público
Fonte: PMT | Editor: Redação 27/03/2018 14:29
Projeto Queremos Paz Projeto Queremos PazFoto: Ascom

A Escola Municipal Parque Piauí, situada na zona Sul de Teresina, está unindo forças para dar uma basta à violência. Essa é a segunda unidade de ensino da Rede Municipal a receber o projeto Queremos Paz, realizado em parceria com o Ministério Público do Estado do Piauí por meio do Centro de Apoio Operacional de Defesa da Educação e da Cidadania (CAODEC).

Pais e alunos da escola conheceram os detalhes da iniciativa a partir da promotora e coordenadora do projeto, Flávia Gomes, que já distribuiu material informativo da campanha. O objetivo é trabalhar com os alunos a valorização de princípios básicos como a tolerância, o respeito e a justiça, visando inserir a cultura da paz nas escolas.

“A sociedade nos educa para a violência, então vamos na contramão disso, fomentando os valores da paz. Acreditamos que a paz é uma construção, onde assumimos as responsabilidades pelos nossos atos e construímos o bem por meio das atitudes”, declara a promotora.

A proposta é desenvolver na escola ações com base nesta temática, como caminhadas, produção de materiais, gincanas, seminários, além de concursos de redação, desenho, música e dança. Os debates também devem girar em torno de questões como drogas, indisciplina, violência e bullying.

A E. M. Parque Piauí vai envolver alunos do 1º ao 9º ano no projeto, atingindo uma faixa etária de 6 a 14 anos. Para a diretora Valéria Thayse, o assunto é pertinente para a atual conjuntura do país. “A violência atinge nossas crianças, precisamos começar a mudar isso na escola, para que os alunos se conscientizem e possam ser multiplicadores em casa, na rua, na comunidade onde vivem. Estamos motivados e esperançosos”, afirma.

A ação deve percorrer outras escolas municipais da capital. A primeira a receber o projeto foi a E. M. Mocambinho, que já colhe os frutos da intervenção. Segundo Audea Lima, da Coordenação de Projetos Especiais da Secretaria Municipal de Educação (Semec), a parceria traz um novo olhar sobre a mediação de conflitos. “O projeto trabalha em várias frentes, dialogando com pais, alunos e professores. As informações são importantes para a promoção de uma cultura de não-violência, afinal, todos nós gostaríamos de viver em um mundo de paz”, finaliza.

Comentários