Esportes

Erros de Muralha têm grande impacto na temporada do Flamengo

Essas falhas deram tons de tragédia a uma temporada já complicada do time rubro-negro
Fonte: UOL | Editor: Redação 27/11/2017 09:58
Reprodução ReproduçãoFoto: Muralha - Goleiro do flamengo

As falhas de Alex Muralha no domingo diante do Santos somaram-se a uma série de outras cometidas por ele, e a um erro do seu então reserva Thiago no ano do Flamengo. Essas falhas deram tons de tragédia a uma temporada já complicada do time rubro-negro. Não se está aqui botando toda a culpa nele.

A equipe do Flamengo cometeu diversos equívocos: escolhas de técnicos, defensores em deslizes individuais, ou ineficiência conclusões a gol no ano. Não seria campeã da Libertadores ou do Brasileiro se tivesse um goleiro decente. Mas, sim, os equívocos de Muralha afetaram bastante a campanha, o que mostra como uma peça tem tanta importância. Primeiro, lembremos que Muralha entrou na temporada como um goleiro que tinha estado na seleção em 2016.

Passou, no entanto, a ter momentos de insegurança em 2017 e o Flamengo não teve outra opção até a chegada de Diego Alves no meio do ano. A diretoria confiou em Muralha, o que não deu certo e só foi corrigido no meio da temporada e de forma incompleta. O primeiro erro em jogo importante foi diante do Atlético-PR na fase de grupos da Libertadores. O Flamengo tinha um certo domínio do jogo quando Thiago Heleno deu uma cabeçada fraca que encobriu Muralha, mal posicionado.

É raso dizer que o time carioca estaria classificado não fosse esse erro, mas afetou a campanha. No Brasileiro, sua segurança não era maior. Diante do Sport, na Ilha do Retiro, serviu Oswaldo para fazer o gol ao errar uma saída de bola tosca. Era o segundo erro desse tipo em poucos minutos no jogo, o que já deixava claro sua dificuldade com domínio de bola.

Na Copa do Brasil, se equivocou em lances de gol do Santos na partida nas quartas-de-final, o que quase levou à eliminação do Flamengo. Contra o Paraná, pela Primeira Liga, tomou um gol de falta de longa distância, além de ter errado o canto em praticamente todas as cobranças de pênaltis. Suas falhas levaram o técnico Reinaldo Rueda a apostar no jovem Thiago na final da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro – Diego Alves não podia ser escalado.

Ele errou ao rebater chute de longe o que resulto no gol de Arrascaeta. Na partida de volta, na disputa decisiva, Muralha pulou para o mesmo canto em todos os pênaltis e não chegou perto de nenhuma. De volta ao gol rubro-negro, após contusão de Diego Alves, Muralha resolveu tentar sair driblando contra Ricardo Oliveira e permitiu o gol de empate santista. E deixou a bola de Arthur Gomes passar por debaixo dele para decretar a virada.

Ao sair no intervalo do jogo, entrevistado, Muralha afirmou que: ''Fizeram de mim a imagem de um goleiro ruim, de um goleiro fraco''. Bom, essa frase faz crer que houve uma conspiração contra o goleiro quando a realidade é que uma temporada de falhas construiu a sua imagem atual. Mas, na realidade, suas falhas podem ter levado à perda de um título e ao clube não estar garantido na Libertadores.

Muralha teve dois bons anos na sua carreira (Figueirense e primeiro do Flamengo). Mas sua assustadora queda de nível na atual temporada leva a crer que não estava preparado para esse posto na seleção ou no time rubro-negro. O peso lhe é excessivo como demonstra suas jogadas e declarações sem sentido. E o impacto que ele causou à temporada rubro-negra também é bem significativo, mesmo que ele não enxergue.

Comentários