Educação

Enem 2017: Candidata impedida de usar lupa tem prova remarcada

A jovem foi impedida de entrar na sala com o objeto, mas agora conseguiu remarcar as datas para fazer as provas
Fonte: Noticias ao Minuto | Editor: Redação 23/11/2017 13:51
Lupa LupaFoto: Mercado Livre

A estudante Rina de Cássia não conseguiu fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no segundo dia pois descobriu um problema de visão na semana entre os dois dias de prova e precisaria de uma lupa para enxergar as questões. A jovem foi impedida de entrar na sala com o objeto, mas agora conseguiu remarcar as datas para fazer a prova.

De acordo com o G1, Rina realizou as provas do primeiro dia (5) com dificuldades para enxergar as questões. Ela foi no médico no dia 7 e descobriu que tem catarata precoce e que precisa de uma cirurgia para voltar a enxergar normalmente. Para prestar o exame no segundo dia, a jovem pretendia usar uma lupa, mas os fiscais de prova da Faculdade Anhanguera não permitiram. "Ele (o fiscal) disse que eu tinha que ter feito um requerimento, mas eu não sabia", contou. Ela preferiu não prestar o exame sem a lupa, já que teria muita dificuldade.

A estudante não fez a prova e tentou entrar em contato com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), mas não conseguiu. No entanto, nesta terça-feira (21), o próprio Inep entrou em contato com ela para propor o reagendamento.

Rina disse em entrevista ao G1 que terá direito a uma prova ampliada, que será aplicada nos dias 12 e 13 de dezembro, e vai poder também usar a lupa, caso seja necessário.

"A participante Rina de Cássia abriu uma demanda por meio do 0800. Após a abertura da demanda, o Inep entrou em contato com a participante para informá-la do deferimento da solicitação. Participará da reaplicação, fará a prova dos dois dias, receberá uma prova superampliada e poderá utilizar lupa", diz a nota do Inep.

Comentários

Matérias Relacionadas