Política

Empresário de Recife ganha cidadania piauiense na Assembleia

A iniciativa da cidadania foi do deputado Marden Menezes (PSDB)
Fonte: Alepi | Editor: Paulo Pincel 05/11/2018 15:38
Marcelino Lopes recebe o diploma do deputado Nerinho Marcelino Lopes recebe o diploma do deputado NerinhoFoto: Reprodução/Alepi

Por iniciativa do deputado Marden Menezes (PSDB), a Assembleia Legislaiva entregou na manhã desta segunda-feira (05) o titulo de cidadania piauiense ao empresário Marcelino Lopes, natural de Recife(PE) e diretor da empresa de ônibus Dois Irmãos.

A sessão foi presidida pelo deputado Nerinho (PTB), que chamou para compor a mesa o ex-ministro João Henrique Sousa, atual presidente do Conselho Nacionalo do Sesi; o juiz federal Derivaldo Figueiredo; os vereadores de Teresina Aluísio Sampaio e Venâncio Cardoso; dentre outros, como a mãe Lúcia Lopes, a esposa Rita, filho e irmãos.

Ao saudar o mais novo piauiense, o deputado Marden Menezes fez um breve histórico da presença do empresário Marcelino no Piaui. Segundo ele, Marcelino nasceu em Recife, Pernambuco, em 21 de outubro de 1963, onde estudou e se formou em administração de empresas e pós graduado pela universidade de Apucarana, no Paraná.

Marden citou a atuação de Marcelino no setor de transportes públicos de Teresina e do Brasil. Foi vice-presidente do Setut, o Sindicato das Empresas de Transportes Públicos de Teresina, quando pode desenvolver ações e projetos em benefício da população, como o “Escola Viva”, que leva as crianças para visitar os parques da cidade.

Depois falaram os vereadores Aluísio Sampaio e Venâncio Cardoso, que também destacaram a atuação de Marcelino na organização do sistema público de transportes públicos de Teresina. Venâncio destacou a capacidade de Marcelino em negociar na hora de resolver conflitos entre empresário e usuários. Aluísio ficou agradecido com a homenagem a seu amigo que prometeu apresentar também na Câmara Municipal de Teresina, projeto de lei lhe concedendo o titulo de cidadania teresinense.

Por último falou o homenageado, que destacou a emoção em receber o titulo de cidadão piauiense. “Seria muita soberba minha parte me imaginar merecedor desta título, mas juro que serei eternamente grato ao deputado Marden e aos seus demais colegas desta Assembleia Legislativa”, disse Marcelino.

O mais novo piauiense contou até os dias que mora em Teresina, desde quando saiu de Recife, há 27 anos ou 9.900 dias. Marcelino contou que o atraiu em Teresina – além da mulher Rita – foi a tranquilidade do trânsito, onde os motoristas da época sequer faziam barulho com buzinas.


Já como piauiense Marcelino também chegou a apresentar sugestões visando o desenvolvimento do Estado. E citou as nossas potencialidades turísticas, que precisam ser mais aproveitadas. Até comparou com as potencialidades do Ceará, que são inferiores às do Piauí, mas que são muito bem aproveitadas. E concluiu bradando: “Sinto-me nascido aqui!”

Comentários