Política

Associação de agrônomos do Piauí tem nova diretoria

O superintendente do SENAR-PI, Paulo Emílio Monteiro é o novo presidente
Fonte: Assessorias | Editor: Paulo Pincel 24/03/2018 00:30
Posse da nova diretoria da Associação de Engenheiros Agrônomos do Piauí Posse da nova diretoria da Associação de Engenheiros Agrônomos do PiauíFoto: Assessoria parlamentar

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Piauí (FAEPI), deputado federal Júlio César participou na noite de sexta-feira (23) da solenidade de posse da nova diretoria da Associação dos Engenheiros Agrônomos do Piauí, quando foi empossado o engenheiro agrônomo e superintendente do SENAR-PI, Paulo Emílio do Rêgo Monteiro.

Júlio César parabenizou a nova diretoria em nome do presidente engenheiro agrônomo, Francisco das Chagas da Silva Lira e falou da importância da categoria para o desenvolvimento da agricultura e da economia do estado do Piauí. “É uma classe que me identifico, quando fui secretário da Agricultura valorizei os engenheiros agrônomos, foi a época em que tiveram um piso salarial digno”, disse.

O presidente da FAEPI comemorou o avanço do setor agropecuário nos últimos dois anos e enfatizou que a agricultura e pecuária deram a maior contribuição para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) e garante a que tendência é crescer cada vez mais. “Em 2017, o Piauí produziu mais de 3 mil toneladas de grãos, foi o maior crescimento da produção agrícola dos estados brasileiros. Acho que este ano podemos chegar a 4 toneladas. Quando fazemos a avaliação do PIB percebemos que crescemos mais de três vezes e o maior fator para o crescimento econômico foi o agronegócio e os agrônomos foram fundamentais nesse contexto”, disse.

Finalizando o discurso, Júlio César, colocou a FAEPI à disposição para ações conjuntas, inclusive para a construção de um Centro Técnológico no Estado. “Estamos à disposição para construir o Centro Técnológico, como presidente da FAEPI iremos estudar a melhor forma para contribuir”, pontua.

De acordo com o superintendente do SENAR – PI, Paulo Emílio, a união da classe é de suma importância para o fortalecimento da entidade, bem como a busca por novos conhecimentos e tecnologias que contribuam para o maior destaque do agronegócio no Estado. “É com grande prazer que fazemos parte mais uma vez desta entidade. É importante trabalharmos pelo engrandecimento da Associação e união dos profissionais em busca do fortalecimento da classe. Buscar novas tecnologias e projetos importantes e inovadores e contribuir cada vez mais com o avanço do agronegócio”, disse.

Comentários