Ciência & Tecnologia

Em 2020, brasileiros vão falar mais com robôs do que com cônjuges

Previsão da famosa consultoria de TI Gartner torna-se realidade com a chegada de ferramentas de inteligência artificial mais acessíveis no país
Fonte: Noticias ao Minuto | Editor: Redação 12/07/2017 09:37
Robô RobôFoto: Reprodução

Uma previsão da famosa consultoria de TI Gartner está dando o que falar. De acordo com uma das empresas mais influentes em tecnologia, em 2020, as pessoas vão conversar mais com os “bots” do que com os cônjuges e familiares. Parecia ficção científica até um tempo atrás, mas com o maior acesso das empresas à inteligência artificial, a tendência começa a virar realidade.

O primeiro passo são os assistentes virtuais (AVIs), os chamados chatbots, sistema operacional que simula o jeito humano nas conversas e aprende com as interações. É o caso de um AVI lançado recentemente no Brasil, trazido pela Louyt, empresa europeia de mobile marketing. A companhia criou o único chatbot do mercado 100% mobile e pensado para pequenas e médias empresas, com custo acessível.

Canal direto de atendimento totalmente personalizável

O chatbot da Louyt possui banco de dados ilimitado para armazenamento de respostas, além de ser capaz de adaptar-se e aprender de acordo com as demandas e perguntas dos consumidores. A implementação é imediata e a configuração leva apenas alguns minutos e pode ser personalizado de acordo com a identidade de cada empresa.

Otimização de tempo e aumento das vendas

De acordo com Alessandro Ribas, CEO da empresa no Brasil, a vantagem de usar um chatbot é poder diminuir os custos de atendimento, além de ter um serviço disponível 24 horas por dia. Os assistentes virtuais também ajudam em vendas e marketing. “Hoje é possível criar um canal direto com o cliente e, com isso, aumentar o grau de satisfação e de fidelização com a marca. Outra vantagem é que os chatbots vendem. As pessoas não precisam mais esperar tanto tempo para tirar uma dúvida e efetuar uma compra. As respostas são imediatas e inteligentes, algo fundamental para efetuar a venda”, explica.

No Brasil, a Louyt opera por meio de franquias home-based e possui representantes em todo o país. “Com um atendimento automatizado, nossa ideia é que o empresário tenha mais tempo, para análises, gestão e para a família”, explica.

Comentários