Política

Elmano apresenta projeto para garantir recursos para parques nacionais

Senador defende a criação de fundos permanentes
Fonte: Ascom | Editor: Da Redação 29/05/2017 17:47
Senador Elmano Ferrer Senador Elmano FerrerFoto: Icone Comunicação

O senador Elmano Férrer (PMDB-PI) apresentou um projeto de Lei sobre a criação de fundos destinados ao financiamento de unidades de conservação federais, beneficiando, dessa forma, o Parque Nacional Serra da Capivara, no Piauí. O objetivo do projeto é possibilitar a instituição de fundos permanentes para financiar a manutenção e o desenvolvimento contínuo de áreas protegidas de parques nacionais.

O Projeto de Lei, de autoria do senador Elmano Férrer, prevê que o Poder Executivo federal poderá instituir fundos patrimoniais vinculados, com personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos para receber e administrar provenientes de doações de pessoas físicas e jurídicas. “O projeto vai ao encontro da legislação que atualmente rege as unidades de conservação federais. Ele cria uma fonte de recursos em potencial que, até agora, não encontrava canais adequados para se materializar”, disse.

O senador Elmano explicou que as doações realizadas serão irrevogáveis, não ensejarão rendimentos de qualquer natureza para os doadores e poderão, até determinado limite, ser descontados do Imposto de Renda ou da contribuição social sobre o lucro. Esses fundos serão geridos segundos regras específicas para garantir rentabilidade e sustentabilidade financeira por longos períodos de tempo.

O senador justificou que as unidades de conservação – parques nacionais, estações, reservas extrativistas, monumentos naturais e demais unidades de proteção integral – não recebem recursos públicos suficientes para sua manutenção básica. Além disso, não dispõem de instrumentos legais que permitam gerir fundos com recursos oriundos de doações espontâneas.

Parque Nacional Serra da Capivara

O Parque Nacional Serra da Capivara abriga o maior conjunto de sítios arqueológicos das Américas. Há pelo menos dois anos sofre com abandono e sucateamento devido à falta de repasse de verbas pelo Ministério do Meio Ambiente. Essa situação pode levar a Organização das nações Unidades para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) a declarar o sítio como “patrimônio da humanidade em situação de perigo”.

“O Parque Nacional Serra da Capivara é vítima da insuficiência de recursos. O alto custo de manutenção do parque e das pesquisas arqueológicas, bem como a proteção do patrimônio cultural, ficam comprometidos. Necessidades básicas relativas à segurança, à conservação e à manutenção do parque vêm sendo cada vez mais prejudicadas pela falta de recursos”, afirmou Elmano Férrer.

Comentários