Educação

EJA do Piauí serve como modelo para outros estados

Nesta semana, chega à Teresina a professora Cláudia Abreu, que é gerente da modalidade em Recife, no estado do Pernambuco.
Fonte: Seduc | Editor: Redação 06/02/2019 10:40
Alunos AlunosFoto: G1

Diante dos números inéditos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) no Piauí, o programa tem servido como exemplo para outros estados do Brasil. Nesta semana, chega à Teresina a professora Cláudia Abreu, que é gerente da modalidade em Recife, no estado do Pernambuco. Ela vem conhecer pessoalmente como funciona o EJA por aqui pela indicação do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), que tomou nosso estado como referência.

"Temos muito orgulho e satisfação por participar de uma gestão dessa, na qual temos autonomia para fazer nosso trabalho, que agora está sendo reconhecido por outros estados. Isso se deve também à equipe, aos gerentes e supervisores das regionais de educação. Estou muito feliz porque além de reduzir o índice de analfabetismo e aprovações no ensino superior, estamos cumprindo nossa meta do Plano Nacional de Educação", relatou a diretora da Unidade de Educação de Jovens e Adultos (UEJA) da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Conceição Andrade.

Nos últimos dois anos, o analfabetismo caiu de 20,2 % para 16,6%. Além do número recorde de aprovados no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que garante uma vaga em uma instituição de ensino superior. Até agora, mais de 30 alunos já foram aprovados. Só no CEJA Francisco César, que corresponde à área da 21ª Gerência Regional de Educação (GRE), foram 14 aprovados. Na 19ª GRE, todas as escolas registraram aprovações do EJA.

Atualmente, no Piauí, mais de 130 mil jovens, adultos e idosos, a partir dos 15 anos para Ensino Fundamental e 18 anos para Ensino Médio são atendidos pela unidade coordenada pela Seduc em 400 escolas, nos turnos manhã, tarde e noite. E sendo que destas, 28 funcionam exclusivamente como Centros Exclusivos para Educação de Jovens e Adultos, são os CEJAS.

No próximo dia 08 de fevereiro a Seduc realiza o Dia D de matrículas. Em Teresina, as equipes se concentram na Praça Rio Branco, no centro da cidade. No interior do estado, as escolas mobilizam a comunidade local sobre a importância de retomar os estudos mesmo na idade adulta. De acordo com a diretora da UEJA, professora Conceição Andrade, são cerca de 150 mil vagas disponíveis para matrícula.

Comentários

Matérias Relacionadas