Educação

EJA: Dia D deve matricular 200 mil Jovens e Adultos

Modalidade tem dado novas oportunidades profissionais e combatido o analfabetismo.
Fonte: CCOM | Editor: Redação 31/01/2018 16:04
“Dia D” de matrículas de Jovens e Adultos (EJA) “Dia D” de matrículas de Jovens e Adultos (EJA)Foto: Francisco Leal

Com a meta de atender 200 mil alunos em todo o Piauí, as Gerências Regionais de Educação (GREs) ocuparam, nesta quarta-feira (31), a Praça da Bandeira, Centro de Teresina, no “Dia D” de matrículas de Jovens e Adultos (EJA). A previsão da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) é de que, a partir desta quinta-feira (1º), todos os municípios que ofertam a modalidade de ensino recebam atividades de mobilização de matrículas em mercados, praças e pontos de ônibus, sensibilizando toda a população que está fora da sala de aula.

O EJA atende a população de piauienses a partir de 15 anos de idade, para ingressar no Ensino Fundamental e 18 anos para o Ensino Médio. Além dos Centros de Ensino de Jovens e Adultos (Cejas), outras 384 escolas devem ofertar a EJA em 2018. Uma novidade este ano é a duração do Ensino Médio, que na modalidade será realizado em um ano e meio.

Muitos alunos da modalidade deixaram a sala de aula muito cedo e agora pretendem voltar aos estudos, como é o caso da dona de casa Laiane Monteiro, moradora do bairro Jardim dos Pássaros. Ela realizou a matrícula ali mesmo, na praça, e agora está na expectativa de concluir o Ensino Médio. “Estou há 10 anos fora da escola e vou aproveitar essa oportunidade para realizar meu sonho, terminar meus estudos e fazer meu curso e me profissionalizar mais na frente”, planeja Laiane.

De acordo com a Secretaria da Educação (Seduc), o Piauí é um dos estados que mais vêm diminuindo o anafalbetismo da população. A secretaria estipula que, em 2015, mais de 1 milhão de pessoas que estavam fora da sala de aula, número que tem reduzido com o passar dos anos e com o aumento no número de adesão a Educação de Jovens e Adultos.

Para a secretária da Educação, Rejane Dias, o resultado positivo é reflexo das campanhas de matrículas do EJA, que desde 2015 já agregou mais de 100 mil novos alunos. “Pedimos apoio das igrejas, dos sindicatos e de toda a sociedade, que possa estimular essas pessoas a voltarem a estudar”, solicitou a gestora.

Balanço

Em 2016, primeiro ano da busca ativa por matrículas a EJA, praticamente triplicou o número de matrículas. Em 2015 eram 37 mil alunos, em 2016 foram 100 mil. “Em 2017 ficamos com 125 mil e agora a meta em 2018 é chegar aos 200 mil alunos em todo o estado”, prevê a diretora da EJA, Conceição Andrade.

Nova profissão

Para outros alunos, o EJA já é um passo real na condução de uma nova carreira. A dona de casa Antônia Maria Rodrigues estava há muitos anos sem estudar. Por meio da educação de jovens e adultos concluiu o Ensino Médio e já está matriculada em curso Técnico de Enfermagem.

“Estou muito feliz, meu marido também está estudando e vai concluir, tudo pelo EJA. Minha expectativa é que, com esse curso, eu possa ajudar outras pessoas e trabalhar, porque atualmente eu só sou dona de casa e com o curso eu vou ter uma profissão”, comemorou Antônia.

Matrículas

As matrículas poderão ser realizadas de 8 de janeiro até 11 de maio. As aulas iniciam no dia 19 de fevereiro. “A EJA tem essa flexibilidade do calendário escolar para que possamos matricular até o último dia do Censo sem prejuízo de carga horária”, garantiu a diretora Conceição Andrade.

Comentários

Matérias Relacionadas