Política

Dudu desafia: se querem derrotar o Lula, que seja nas urnas

O vereador defender o nome do ex-presidente Lula para a disputa presidencial
Fonte: Assessoria parlamentar | Editor: Paulo Pincel 18/04/2018 16:10
Vereador Edilberto Borges, o Dudu (PT) Vereador Edilberto Borges, o Dudu (PT)Foto: Assessoria parlamentar

O vereador Dudu (PT) voltou a defender a posição do partido de manter o nome do ex-presidente Lula para a disputa presidencial e que a democracia no Brasil vem sofrendo ataques do poder judiciário. Em seu pronunciamento na Câmara Municipal de Teresina (CMT), durante a sessão desta quarta-feira (18), Dudu afirmou que a democracia é a única forma de melhorar a vida do povo. "Independente de lado, de embates e debates, mas a democracia é isso. E o que acontece no Brasil? Estão tentando abalar a democracia, desde a retirada da nossa Dilma da presidência da República e com a prisão da maior liderança popular do nosso país e uma das maiores do mundo, o presidente Lula".

Segundo Dudu, Lula mostrou que podemos crescer, desde que o país seja inclusivo para todos os brasileiros. "Inventaram o tríplex, tiraram até de um site nacional como teria sido feita a reforma do tríplex, mostrando um espaço milionário, e agora quando ocuparam o tríplex tiveram que mostrar a cara verdadeira. E o povo está dizendo, através de pesquisa, que querem que o Lula participe das próximas eleições e que parte do judiciário desse país deixe a democracia fluir. Nós mantemos nossa posição: Lula continua sendo a maior liderança política do Brasil, e se querem derrubar o Lula e o modelo democrático implantando por ele, que derrotem nas urnas, não na toga, não com o golpe da toga homologado com um braço do Congresso. Lula continua sendo o principal nome do PT para as próximas eleições”, afirmou Dudu.

O vereador também aproveitou o pronunciamento para lembrar que faz um mês da implantação do sistema de integração da capital, o “Inthegra”, e que os problemas para a população se acumulam. Para Dudu, falta ouvir o povo que é quem utiliza o serviço e planejamento por parte da Prefeitura.

“Um mês de desintegra e a prefeitura não consegue dá resposta, até a propaganda já mudaram, agora está tudo sendo acertado. Interessante é que a população que precisava ser ouvida, consultada, passam de goela abaixo e estamos vendo o caos nessa integração. O que falta a Prefeitura de Teresina é planejamento para prestar um serviço descente, onde a população paga caro por um serviço de péssima qualidade”, finalizou o parlamentar.

Comentários