Política

Dudu aciona procuradoria da Câmara contra Montezuma

Dudu também vai acionar a Delegacia de Crimes Virtuais contra o secretário
Fonte: Assessoria parlamentar | Editor: Paulo Pincel 06/02/2018 16:55
Dudu com o presidente da Câmara, Jeová Alencar Dudu com o presidente da Câmara, Jeová AlencarFoto: Assessoria

O vereador Edilberto Borges, o Dudu (PT), acionou a Procuradoria da Câmara Municipal de Teresina (CMT) solicitando providências cabíveis, no âmbito judicial, sobre as declarações do secretário de educação Kleber Montezuma acerca do trabalho e das decisões tomadas naquela casa.

“Nós vereadores representamos o povo de Teresina, fomos eleitos através do voto e quando somos desrespeitados, também está sendo desrespeitada a população. Não achamos correto que um secretário, que é um cargo preenchido por indicação, não é o povo que escolhe, vá à meios de comunicação reproduzir um discurso que ataca a imagem, o trabalho e as decisões desse poder”, afirmou Dudu.

A medida jurídica foi tomada após o plenário rejeitar o requerimento do vereador, que solicitava a presença do Secretário na CMT para dá explicações acerca das declarações proferidas em que aponta a CMT como um “puxadinho” da Assembleia Legislativa e faz até menção ao filme “O Poderoso Chefão”, um filme que retrata a máfia italiana. Para Dudu, tal atitude humilha e denigre a imagem dos vereadores de Teresina e precisa ser analisada.

O vereador criticou a mensagem do prefeito Firmino Filho na abertura do ano legislativo de 2018, realizado no último dia 1 de fevereiro. “O prefeito Firmino veio aqui apresentar um discurso pífio, que não retrata o desastre que foi 2017 para a gestão do Prefeito, com apenas 39% de investimentos, enquanto em 2016 esse valor chegou a 73% de investimentos com recursos próprios. Ao invés de ter humildade para reconhecer as dificuldades, o Prefeito preferiu atacar esse poder, insinuando interferências externas quando quem tentou interferir foi ele próprio. O prefeito Firmino ainda não superou a eleição da Mesa Diretora e está desequilibrado”, pontou Dudu.

Fake

Dudu também informou que pretende acionar a Delegacia de Crimes Virtuais para investigar a divulgação de supostas conversas, onde ele teria feito comentários acerca da filha do senador Ciro Nogueira (PP). Segundo Dudu, essa é uma estratégia criada para tentar abalar a relação com os partidos aliados da base do governo.

“Nós vamos buscar descobrir quem espalhou esse boato para evitar que o anonimato se torne um estimulante às campanhas de difamação, especialmente nesse período eleitoral. Quem fez ou continua a fazer isso está tentando atrapalhar o caminho de desenvolvimento que o governador Welington Dias e o senador Ciro vêm construindo no Piauí e nós não vamos aceitar atitudes covardes e injustas como essa”, finalizou.

Comentários