Polícia

Empresários são presos por envolvimento em roubo de cargas

Entre os presos está uma advogado que teria trocado um carro de luxo pela carga de alimentos roubada
Fonte: Greco | Editor: Alinny Maria 18/02/2019 10:24
Operação contra roubos de cargas Operação contra roubos de cargasFoto: Divulgação

Uma operação do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO) e das policiais Civil e Rodoviária Federal de Caxias (MA) desarticulou um esquema de roubo de cargas de alimentos e prisão de empresários do Piauí. A carga de café e leite que foi apreendida está avaliada em R$ 1 milhão.

Os presos foram identificados como Regis Gomes Noronha Mota (advogado e dono de uma distribuidora), Francisco de Assis Costa Filho (gerente de uma distribuidora no bairro São João), Francisco da Silva Coelho Filho e Luís Carlos da Silva Coelho (ambos encarregados pelo transporte da carga).

A operação teve início na sexta-feira (15) e durou até domingo (17). A primeira prisão ocorreu na última sexta, em Caxias, após fiscalização de rotina da PRF na BR-316. Na abordagem, a PRF constatou que a carga era roubada e foram presos Francisco da Silva Coelho Filho e Luis Carlos, que conduziam os caminhões com cargas de leite roubadas em Imperatriz - MA.

De acordo com o Greco, Francisco indicou um galpão em Caxias e lá foi apreendida uma carga de café roubada em Minas Gerais. As diligências avançaram para Teresina, onde na Distribuidora Futura, situada no São João, zona Leste, foi apreendida uma carga de leite e café roubada. Nesta empresa também foi preso por receptação Francisco de Assis Costa Filho.

Já na manhã de sábado foi apreendida uma carga de leite na Distribuidora DN em Timon - MA. A carga havia sido roubada em Valença (PI) há cerca de 10 dias. Após essas apreensões foi representada pela busca e apreensão no Atacadão do Bosco situado, na Avenida Presidente Kennedy, na zona Leste de Teresina, onde se apreendeu o restante da carga de leite.

Na empresa Atacadão Dom Bosco, foi preso por receptação o advogado Regis Gomes Noronha Mota, dono do local. Ele é suspeito de trocar um veículo de luxo, uma BNW, pela carga roubada.

Os quatro presos foram autuados por receptação qualificada. Por terem sido praticadas no âmbito de atividade comercial, todas foram comunicadas ao poder judiciário e as investigações vão apurar a participação de outros empresários com a receptação de cargas roubadas.

Operação contra roubos de cargas
Imagens: Divulgação/Polícia Civil

Comentários

Apoio: