Polícia

Empresário é preso duas vezes em 24 horas por furto de energia

Na casa do empresário também foi constatado "gato de energia"
Fonte: Polícia Civil | Editor: Alinny Maria 28/06/2018 12:46
Restaurante Novo Mangue Restaurante Novo MangueFoto: Google Maps

Antônio da Rocha Veras, proprietário do restaurante Novo Mangue que fica situado na Avenida Senador Area Leão, bairro Jóquei, zona Leste de Teresina, voltou a ser preso nessa quarta-feira (27) por furto de energia elétrica. O empresário já havia sido preso na terça-feira (26) após ser constatado fraude no medidor de energia de seu restaurante. Ele pagou fiança e foi solto, mas a polícia o prendeu novamente por averiguar que em sua residência também tinha "gato".

A prisão foi realizada pela Polícia Civil do Piauí, por meio do Grupo de repressão ao Crime Organizado (GRECO). Segundo o delegado Laércio Evangelista, que acompanhou o caso, o medidor do restaurante não estava fazendo o registro corretamente há mais de dois anos.

Após pagar a fiança de dez salários mínimos, o empresário foi liberado, mas no dia seguinte foi preso novamente após uma equipe da Eletrobrás ter constatado outra fraude no medidor de energia de sua residência, cujo a conta não passava de R$ 200. Após o pagamento de fiança no valor de dez salários, o empresário foi liberado e responderá ao processo em liberdade.

O furto de energia é crime previsto com pena de um a quatro anos, e o código de processo penal prevê fiança para crimes com pena de até 4 anos. Este ano já foram 30 prisões por furto de energia somente em Teresina.

Comentários