Esportes

Dono do PSG oferece quase R$ 2 bilhões para comprar o time da Roma

Informação é do jornal Corriere dello Sport
Fonte: Terra | Editor: Redação 11/04/2019 12:57
Nasser al-Khelaifi Nasser al-KhelaifiFoto: sport

O que parecia se encaminhar como mais um rumor do futebol europeu ganhou corpo e se concretizou nesta quinta-feira. Depois do L'Equipe publicar a intenção do Qatar Sports Investment (QSI), grupo que possui como presidente Nasser al-Khelaifi, principal dirigente do Paris Saint-Germain, em comprar a Roma, o Corriere dello Sport publicou em sua edição a efetivação de uma primeira proposta.

De acordo com o jornal italiano, a oferta foi estabelecida em 400 milhões de euros (cerca de R$1,7 bilhão), valor que teria sido recusado pelo presidente da Roma, James Joseph Pallotta. As negociações, porém, devem seguir e devem ser conduzidas justamente pelo mandatário do PSG.

O presidente do PSG, Nasser al-Khelaifi

Na última quarta-feira, quando tiveram início os rumores da venda, Pallota fez uma publicação nas redes sociais dizendo que a informação se tratava de uma fake news e negou qualquer possibilidade de efetivar a venda. Ainda assim, os consultores e especialistas do fundo de investimento do Catar estão estudando o caso e sua viabilidade para adquirir o clube italiano.

A relação entre Roma e Catar, inclusive, não é uma novidade. Isso porque, desde o início desta temporada, a Qatar Airways, empresa aérea do emirado, é patrocinadora master do clube italiano, com contrato válido até 2021 e com cifras na casa dos 40 milhões milhões de euros (R$ 216 milhões), segundo a imprensa italiana.

Um suposto empecilho para a negociação, porém, pode ser os supostos problemas com a Uefa, já que a entidade do futebol europeu não permite que dois clubes com o mesmo dono se enfrentem nas competições continentais. Por isso, caso a compra seja efetuada, Nasser Al-Khelaifi deve exercer uma função secundária.

Comentários

Matérias Relacionadas