Polícia

Dois homens são presos por tentarem matar mulheres a tiros

Em um dos casos, o suspeito apertou o gatilho do revólver três vezes contra a cabeça da vítima, e por sorte a arma não disparou
Fonte: DHPP | Editor: Alinny Maria 13/03/2019 09:19
Presos na Operação Venus Presos na Operação VenusFoto: Divulgação

Dois homens identificados como Antônio Josemias de Araújo Silva e Allisson Marley Santos Sousa, foram presos na manhã desta quarta-feira (13) durante a Operação Vênus, deflagrada pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) através do Núcleo Policial Investigativo de Feminicídio (NPIF). Os dois são suspeitos de tentativa de feminicídio, em que ambos atiraram nas vítimas.

Antônio foi preso na casa da mãe, na Vila da Guia, na região do Dirceu, zona Sudeste de Teresina. Ele é suspeito de agredir a companheira Keurilane de Nascimento e de tentar matá-la a tiros em janeiro deste ano. O crime ocorreu na frente dos parentes da vítima. Antônio usou uma arma de fogo de fabricação caseira e atirou uma vez contra Keurilane, e a bala a atingiu de raspão nas costas. Após o disparo, a Polícia Militar foi acionada e o suspeito fugiu, mas continuou ameaçando a vítima.

Já Alisson Marley foi preso na casa de um primo, na Rua Tufy Salomão, no Parque Ideal, também região do Dirceu. Alisson tentou matar a ex-companheira Genice Pereira da Silva no dia 23 de fevereiro deste ano. Na ação, ele invadiu a residência da vítima com um revólver na mão e a rendeu, colocando a arma na cabeça dela e apertou o gatilho três vezes, por sorte, a arma não disparou. Após tentar atirar em Genice, Alisson começou a agredi-la fisicamente e deu várias coronhadas em sua cabeça, até que ele foi contido por familiares da vítima. Após o crime, o suspeito também fugiu.

Operação Vênus

As duas vítimas ficaram bastante abaladas e com medo de serem mortas, por receberem ameaças, denunciaram os casos à polícia. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) disponibiliza o número 181 para denúncias anônimas. O nome Operação Vênus é em homenagem ao Dia Internacional da Mulher.

Comentários

Apoio: