Polícia

Dez mortos e 23 feridos em massacre dentro de escola em SP

Dois homens, sendo um adolescente, cometeram o crime se mataram em seguida
Fonte: TV Globo | Editor: Alinny Maria 13/03/2019 10:57
Os corpos dos assassinos Os corpos dos assassinosFoto: Reprodução

Até o momento, a polícia confirmou 10 mortos e 23 feridos no ataque à Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano (SP). Dois suspeitos armados e encapuzados invadiram a escola por volta de 9h30 desta quarta-feira (13) e abriram fogo contra os alunos e funcionários, que resultou em duas funcionárias mortas e seis alunos. Após o ataque, os dois criminosos cometeram suicídio.

Os suspeitos foram identificados como Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro , de 25 anos. Ainda não há informações se os assassinos tem algum vinculo com a escola.

Em entrevista à Rede Globo, o Coronel Marcelo Sales, comandante-geral da PM de São Paulo, disse que antes de entrar na escola, os criminosos atiraram contra o proprietário de uma loja de carros que fica próximo à escola. “Uma ocorrência gravíssima. Eles entraram na hora do lanche, tinha alunos do ensino médio e eles saíram atirando. Duas funcionárias e seis alunos foram mortos”, disse o coronel Sales.

Ainda conforme o comandante, os assassinos usaram um revólver calibre 38 e uma arma medieval semelhante a um arco e flecha para matar as vítimas.

Sobreviventes do massacre se abraçam (Alunos obreviventes do massacre se abraçam - Foto: TV Globo)

Dentro da escola, a polícia encontrou um arco e flecha e garrafas que aparentam ser coquetéis molotov e uma mala com fios. O esquadrão antibombas foi acionado. A escola foi isolada e há uma grande aglomeração de pais de alunos. Os alunos sobreviventes estão bastante abalados.

No total, 23 pessoas foram encaminhadas a unidades de saúde: Hospital Santa Maria (9), Santa Casa (3), Hospital Luzia de Pinho Mello (2), Hospital Santana (2), Hospital Santa Marcelina (5), Hospital das Clínicas (2).

Arco usado para disparar flechas (Arma medieval encontrada pela polícia - Foto: Redes Sociais)
Garrafas que aparentam ser coquetéis molotov deixadas dentro da escola (Mochila de um dos atiradores e garrafas - Foto: Redes Sociais)
Atirador

(Corpo de um dos atiradores - Foto: Redes Sociais)

Comentários

Apoio: