Cidade

Diretoria de Regularização Fundiária da ADH se reúne com a Águas de Teresina

Na pauta, foi tratado das ocupações irregulares e novos investimentos  em abastecimento e esgotamento sanitário
Fonte: Assessoria | Editor: Paulo Pincel 03/05/2019 14:10
Reunião da Diretoria de Regularização Fundiária Urbana da ADH  e Águas de Teresina Reunião da Diretoria de Regularização Fundiária Urbana da ADH e Águas de TeresinaFoto: Divulgação

A Diretoria de Regularização Fundiária Urbana da ADH, integrada recentemente à Agência de Desenvolvimento Habitacional, participou na quinta-feira (2), de reunião promovida pela Águas de Teresina. Na pauta, foi tratado das ocupações irregulares e novos investimentos em abastecimento e esgotamento sanitário.

A reunião contou com a participação do presidente da Agência Reguladora de Serviços de Teresina - ARSETE , coronel Edivaldo Marques e representantes de órgãos do município como Semduh, Semplam, SDU-Sudeste.

Segundo o diretor Regularização Fundiária Urbana, Leonardo Botelho, o objetivo principal foi discutir sobre o abastecimento de água nas ocupações irregulares de Teresina, já dentro da perspectiva de incorporação das competências de regularização fundiária urbana pela Agência de Desenvolvimento Habitacional.

“Trata-se de uma união de forças e participação de agentes públicos para que os recursos financeiros possam ser aplicados com segurança e eficiência, garantindo às ocupações irregulares o acesso a esse bem essencial para vida, que é a água. A reunião teve resultado positivo e está de parabéns a Águas de Teresina por proporcionar tal interação”, declara Leonardo.

De acordo com a diretora geral da ADH, Gilvana Gayoso, a transferência desses trabalhos da Emgerpi de regularização urbana para ADH é uma reorganização do Governo que visa a realização de um trabalho coletivo que objetiva o bem comum das famílias dos mutuários dos conjuntos construídos pela ADH e dos conjuntos da antiga COHAB.

“Nossa meta é promover a regularização fundiária de todos os empreendimentos habitacionais que possuem pendência de documentação até 2022. Será uma satisfação trabalhar e contar com o esforço e a boa vontade de todos os servidores, sempre com a finalidade do bom atendimento e compromisso social dos usuários desta Casa.”, afirma Gilvana Gayoso.

Comentários