Municípios

Diretores da Emgerpi visitam escritórios regionais de Floriano e Picos

As visitas têm como objetivo conhecer demandas de regularização fundiária nas duas cidades.
Fonte: Governo do Piauí | Editor: Redação 18/05/2018 14:29
Abertura de procedimentos para registrar e averbar o conjunto habitacional Paraíso Abertura de procedimentos para registrar e averbar o conjunto habitacional ParaísoFoto: Ascom Emgerpi

O diretor-presidente da Empresa de Gestão de Recursos do Piauí (Emgerpi), Décio Solano; a diretora de Processos Imobiliários, Ana Lúcia Gonçalves, e o diretor de Regularização Patrimonial Imobiliária, Leonardo Botelho, visitaram, nessa quinta (17) e nesta sexta-feira (18), os escritório regionais que a empresa tem nas cidades de Floriano e Picos.

Conforme Décio Solano, o objetivo das visitas foi “conhecer estruturas, demandas e equipes regionais que prestam atendimentos para os mutuários que moram em conjuntos habitacionais situados nas duas cidades do interior do estado”.

Nesta sexta-feira (18), o presidente e diretores da Emgerpi acompanharam a equipe regional de Picos durante os atendimentos aos mutuários do município, que buscavam orientações sobre regularização fundiária das unidades habitacionais.

A gerente do Escritório Regional da Emgerpi de Picos, Irene Ferreira, e o presidente da Associação de Moradores do Conjunto Pantanal (Acodesbap), Alan Kardec de Oliveira, também acompanharam e fizeram observações para os gestores sobre principais demandas dos mutuários do município.

Na cidade de Floriano, Décio Solano e os diretores da Emgerpi fizeram a visita na tarde dessa quinta-feira (17), tendo como finalidade conhecer também as necessidades dos mutuários e da equipe regional da cidade, cujos trabalhos são coordenados pela gerente regional Tânia Silmara.

Ao longo das visitas, os gestores da Emgerpi realizaram visitas institucionais nas prefeituras municipais e nos cartórios de registros de imóveis, onde foram dadas as entradas de procedimentos de registro de averbação dos conjuntos habitacionais feitos por meio do Programa Minha Casa Legal em ambos os municípios. “O objetivo dos encontros foi alinhar ações e verificar quais demandas ainda precisam ser concluídas, seja pela direção da empresa ou pelas serventias cartorárias", disse Ana Lúcia Gonçalves.

Ainda em Floriano, os diretores fizeram abertura de procedimentos para registrar e averbar o conjunto habitacional Paraíso (Floriano II), que tem 153 imóveis edificados pela extinta Cohab-PI. “Nesta quinta-feira, o presidente e diretores da Emgerpi reuniram-se com membros da secretaria municipal de governo e recebemos a documentação que faltava para complementar a regularização fundiária do conjunto em Floriano. Ontem também nos dirigimos ao cartório do município para dialogar com representantes e tratar sobre a complementação de documentos necessários para concluir esse procedimento de regularização”, disse a diretora.

Conforme Leonardo Botelho, “as visitas que foram feitas nos cartórios e nas prefeituras de cada cidade, certamente, servirão para acelerar os procedimentos de averbação de imóveis. É importante destacar que, dentro dessa linha de parcerias, a Emgerpi também vem dialogando com a Corregedoria Geral de Justiça do Estado do Piauí (CGJ-PI), para destravar questões burocráticas que ainda dificultam a regularização fundiária de conjuntos trabalhos pelo Programa Minha Casa Legal”, disse Botelho.

Comentários