Polícia

Vídeo mostra aluna agredindo diretora em Teresina

"Vagabunda, vagabunda eu ainda vou acabar contigo", repetia a agressora
Fonte: Redação Piauí Hoje | Editor: Alinny Maria 06/12/2017 16:25
Aluna agride diretora de escola em Teresina Aluna agride diretora de escola em TeresinaFoto: Reprodução

Postada às 11h30 e atualizada às 16h25

Um vídeo gravado por estudantes mostram as agressões verbais à diretora Marilena Maria Teixeira Silva, da Unidade Escolar Firmina Sobreira, situada no bairro Poty Velho, zona Norte de Teresina. Antes dos xingamentos, a diretora foi agredida físicamente a socos e puxões de cabelo na manhã desta quarta-feira (6) por uma aluna do 8º ano do Ensino Fundamental.

"Vagabunda, vagabunda. Eu ainda vou acabar contigo", ameaçava a estudante de 16 anos, que teria se irritado porque Marilena Silva cobrou da aluna o fardamento completo, pois estava vestindo calça jeans ao invés da calça de farda. Neste momento a aluna partiu para cima da diretora, que sofreu puxões de cabelo, socos e um ferimento na testa. Outros professores ouviram os gritos e conseguiram socorrer a diretora.

Bastante abalada, a diretora diz que foi xingada de vagabunda e ainda ameaçada de morte pela aluna. Após as agressões, a Polícia Militar foi acionada. A Secretaria de Educação do Estado (Seduc) acompanha o caso e deverá tomar as medidas necessárias.

“A ocorrência foi passada para a Companhia de Policiamento Escolar (CIPE) por volta de 8h30min. Ao chegar no local encontramos a diretora lesionada, com lesões nas unhas e no rosto. A aluna estava muito agressiva, a informação que recebemos é que a aluna sofre de transtornos psicóticos”, explica o major Marcos Vinicius.

Ainda segundo o comandante, um advogado da Seduc compareceu ao local acompanhado de uma representante do CAAPS e a família da aluna. “Foi decidido que a aluna regressaria ao seu lar com a família. A diretora registrou Boletim de Ocorrência. Amanhã terá uma reunião para deliberar sobre o fato”, conclui.

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) se posicionou através de nota e disse que a estudante apresentava problemas de socialização e vinha sendo acompanhada pelo Conselho Tutelar.

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) lamenta o fato da diretora da Unidade Escolar Firmina Sobreira ter sido agredida fisicamente, por uma aluna do 8ª ano do Ensino Fundamental, de 16 anos, após ter sido cobrada pelo uso do fardamento completo. O uso do fardamento é obrigatório em todas as escolas da rede estadual e os pais e os alunos tomam conhecimento da obrigatoriedade no ato de matrícula.

A Seduc informa que repudia qualquer tipo de violência física ou psicológica, independentemente da motivação e que, após a ocorrência, a estudante acusada de cometer a agressão foi encaminhada para a secretaria da escola e seus pais foram chamados.

A Secretaria informa, ainda, que a estudante apresentava problemas de socialização e vinha sendo acompanhada pelo Conselho Tutelar, que também foi acionado, mas informou que não poderia comparecer à escola.

Equipes (psicólogo e assistente social) da 4ª Gerência Regional de Educação e da Companhia de Policiamento Escolar (CIPE) estão na Unidade para prestar assistência à diretora e apurar o caso. O resultado da apuração será enviado ao Conselho Escolar para que seja assinada a transferência da estudante.

A Secretaria de Educação destaca que vem desenvolvendo nas escolas projetos contra todo tipo de violência, como o Paz nas Escolas, e que em 2018 esses projetos serão intensificados.

Comentários