Geral

Direção do Iate Clube diz que providência tomou socorrer Ricardo

O diretor social do Iate Clube, Carlos Arraes, divulgou um áudio nas redes sociais
Fonte: Paulo Pincel | Editor: Alinny Maria 13/10/2017 12:40
Piscina infantil do Iate Clube Piscina infantil do Iate ClubeFoto: Facebook

O diretor social do Iate Clube, Carlos Arraes, divulgou um áudio nas redes sociais, informando aos outros diretores, que acompanhou o socorro ao menino Ricardo Francisco, que recebeu atendimento de dois médicos que estavam no clube quando aconteceu o incidente, ontem (12) à tarde.

Segundo o diretor Carlos Arraes, o atendimento foi imediato, "assim que ele começou a passar mal. [...] A criança saiu respirando, de olhos abertos... A criança não se afogou e não morreu no Iate”, frisou o diretor.

Nota de Pesar da Diretoria do Iate Clube nas redes sociais

Veja a transcrição do áudio:

"Senhoras diretoras, senhores diretores! Bom Dia! Arraes que está falando. Quero que esclarecer o caso da criança, que tem muita fofoca, muita desavença. Acompanhei desde a hora que a criança desmaiou, próxima a piscina da água de sabão. Simplesmente essa parada cardiorrepiratória que a criança teve foi em função da hipoglicemia. Conversei com a mãe e disse que a criança não quis se alimentar. A diretoria do Iate, a qual eu como diretor social, nos colocamos a disposição da família para dar todo o suporte todo e qualquer apoio foi dado, eu mesmo chamei o Samu, porque os médicos não quiseram que o pai levasse a criança no carro. Mas, quando a criança piorou, o pai se desesperou e levou a criança no carro. A criança saiu do Iate, respirando, de olhos abertos. Nós convocamos através do microfone os médicos presentes e graças a Deus apareceram quatro médicos e duas enfermeiras e a criança foi assistida por essas pessoas. Mandei de imediato parar o som, porque não tínhamos mais clima, com o estado dessa criança a gente continuar com som. Rezamos um pai nosso, uma ave Maria em função da recuperação da criança, mas infelizmente nos chegou a notícia de que a criança teria falecido. A criança não se afogou, não morreu no Iate e sim no hospital da Unimed da Primavera. Esse é meu esclarecimento que acompanhei tudo, só sai do Iate quando encerrou tudo, por volta das 20 horas", divulgou o diretor.

Comentários