Geral

Dez mulheres foram assassinadas no Piauí em março e início de abril

pesquisa mortes mulheres assassinatos marços-2016
Fonte: Da redação 05/04/2016 07:46 - Atualizado em 17/11/2016 10:11
Pelo menos 10 mulheres foram assassinadas no Piauí em um período de 32 dias compreendidos entre o mês de março e o início de abril. Os números são de uma pesquisa mensal realizada pelo Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Estado do Piauí (Sinpolpi) e mostram que em março, conhecido como o mês das mulheres, nove representantes do sexo feminino perderam a vida de forma violenta e intencional.

Segundo a pesquisa, março já é considerado o mais violento para vitimas do sexo feminino em 2016 e registrou quase o dobro dos crimes de janeiro e fevereiro que tiveram quatro e um assassinato de mulheres respectivamente.

A pesquisa mostra ainda que a maior parte das vítimas do sexo feminino foram mortas estranguladas ou por espancamento, inclusive o caso registrado já em abril cuja vítima é uma estudante que foi estrangulada e cujo padrasto é o acusado do crime registrado em São José do Peixe, na região de Floriano.

Dos 10 casos, incluindo o de abril, apenas um foi registrado na Capital, foi o de uma estudante morta com um tiro no rosto quando dormia em casa no bairro Vale Quem Tem, na zona Leste, os outros aconteceram no interior e litoral, sendo que o município de Castelo do Piauí, a cerca de 180 quilômetros a Leste de Teresina, registrou dois casos.

Do total de crimes contra as mulheres, sete foram considerados passionais e um crime sexual. O nono foi devido a envolvimento em bebedeira e um 10º teria sido briga de família. O acusado, o padrasto alegou que era humilhado pela vítima, mas este caso ainda está em investigações. Os dados da pesquisa realizada pelo Sinpolpi são coletados nas informações divulgadas pelos meios de comunicações do Estado.

MAIS NÚMEROS – A pesquisa revela que no geral, março registrou um total de 55 crimes contra a vida intencionais, ou seja, assassinatos. Vinte e nove crimes aconteceram na Capital e vinte e seis no interior. Ao menos 32 delitos foram praticados com armas de fogo, 15 com armas brancas e sete por estrangulamentos ou espancamentos.

Com relação à Capital, a zona Sul, mais uma vez teve o maior número de crimes, com 10, seguida pela zona Norte com nove, Leste com sete e Sudeste com três assassinatos. O município de Parnaíba, excluindo Teresina, registrou o maior numero de homicídios e feminicídios, com cinco no total, logo abaixo aparecem José de Freitas com três, Castelo do Piauí, Marcolândia e Campo Maior com dois casos cada.

Comentários

Matérias Relacionadas