Educação

Detento lança livro de fábulas no Salipi

O livro Jacaré Bitonho: o poder do Espírito Santo foi escrito por Alberonio Alves enquanto cumpria pena na Penitenciária Irmão Guido.
Fonte: CCOM | Editor: Redação 06/06/2017 11:56
Detento lança livro no Salipi Detento lança livro no SalipiFoto: CCOM

Atualmente cumprindo pena na Casa de Apoio ao Semiaberto, o reeducando Alberonio Alves encontrou na literatura a motivação para abandonar o crime e seguir adiante. Aos 40 anos, Alberonio produziu uma coletânea com 10 fábulas, intitulada “Jacaré Bitonho: o poder do Espírito Santo, que foi lançada nessa segunda-feira (5), no 15º Salão do Livro do Piauí.

O interesse pela literatura surgiu por meio do projeto Leitura Livre, desenvolvido pela Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), quando Alberonio ainda estava sob regime fechado. A obra traz, como tema central, histórias relacionadas à evangelização cristã, tendo o jacaré chamado Bitonho como protagonista.

“Comecei a escrever essa história para me reaproximar do meu filho, para que a história fosse lida pela sua avó. Enquanto escrevia, eu lia as narrativas para os meus colegas de cela e eles pediam que eu as escrevesse para os filhos deles também. Então, ganhei apoio de todos, tanto dos colegas, como dos diretores do presídio e do secretário da Justiça”, conta Alberônio.

Presente ao lançamento do livro, o governador Wellington Dias enalteceu a história do reeducando e destaca que o Estado trabalha baseado em três diretrizes: educação, trabalho e fé. “Alberonio é um exemplo, pois, mesmo em uma situação difícil, dentro de uma prisão e tendo que pagar por um erro, ele tirou forças para recomeçar e escreveu esta história”, pontua o chefe do Executivo.

O secretário de Estado da Justiça, Daniel Oliveira, também presente ao evento, observa que os projetos educacionais desenvolvidos nas penitenciárias contribuem para a humanização e ressocialização. “O Estado participa oferecendo as oportunidades, mas é a vontade de cada detento em ter uma nova vida, em se dar uma segunda chance, que faz a diferença.”, frisa o gestor.

Comentários