Política

Deputados quase saem no tapa na CCJ: veja o vídeo!

Robert Rios partiu para cima de Evaldo Gomes, que não se intimidou
Fonte: Alepi | Editor: Da Redação 24/10/2017 12:50
Deputados em plenário Deputados em plenárioFoto: Paulo Pincel

Terminou em confusão, a reunião na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa do Piauí, que deveria votar o parecer do deputado Fernando Monteiro (PRTB) ao projeto de lei que eleva a alíquota do ICMS de vários produtos. Iniciada às 9 horas desta terça-feira (24), a reunião por pouco não acabou em agressão física.

O presidente da CCJ, deputado Evaldo Gomes (PTC), tentou colocar a constitucionalidade da proposta em votação, mas foi impedido pelo líder da Oposição, deputado Robert Rios (PDT).

Sem conseguir suspender a votação no grito, como queriam os empresários que ocuparam as cadeiras destinadas aos deputados na sala da CCJ, Rios foi até à mesa, amassou o projeto e arrancou o microfone das mãos do presidente, sendo contido por outros colegas de parlamento. Evaldo levantou-se e reagiu: "vai me bater?". A turma do deixa disso entrou em ação e conseguiu impedir o pior.

Oposição e governo divergem há mais de duas semanas sobre a Mensagem do governador Wellington Dias propondo a elevação da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços sobre energia, comunicação, cigarros, bebidas e outros.

Antes da confusão, a oposição questionou o líder do Governo, deputado João de Deus (PT) sobre as sugestões que os deputados haviam apresentado ao projeto original e que não foram observadas, apesar da promessa do governo de não incluir a energia na proposta.

João de Deus afirmou que o governo já havia cedido ao retirar da proposta o aumento do Imposto sobre energia e que não cederia em mais nenhum ponto.

A sessão foi encerrada sem votação da proposta, que vai ser apreciada na quinta-feira (26) em reunião extraordinária da CCJ, convocada durante a sessão plenária pelo presidente Evaldo Gomes.

Veja o vídeo!

Comentários