Política

Marden Menezes visita Procon-Alepi e conhece novos projetos

Em 2018, serão implantados o Procon On-Line e Procon WhatsApp, o que vai facilitar o acesso do consumidor aos serviços do órgão.
Fonte: Ascom DEp. Marden Meneses | Editor: Da Redação 29/11/2017 22:23
Visita Procon Visita ProconFoto: Ascom

O deputado Marden Menezes (PSDB) visitou hoje (29) o Procon-Alepi (Programa de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa) e conheceu os novos projetos do órgão que serão implantadas no início de 2018. O parlamentar foi um dos responsáveis pelo projeto de lei que criou na Assembleia o órgão. Durante a visita, Marden Menezes afirmou que sua intenção é melhorar ainda mais a infraestrutura do Procon-Alepi para que seja oferecido à população um serviço ainda melhor.

“Em um ano apenas de atendimento, o Procon-Alepi tem batido todos os recordes, teve aproximadamente 10 mil atendimentos e com um índice de resolução que chega a 86%, algo que está acima da média dos demais procons das Assembleias Legislativas dos outros estados brasileiros. É uma conquista importante, um benefício prestado diretamente à população. E a nossa intenção é melhorar anda mais a estrutura, dotar o prédio de uma infraestrutura melhor para que a população seja ainda mais bem atendida aqui no Procon da Alepi”, afirmou Marden.

“Quando temos uma resolutividade em que a cada 10 solicitações, praticamente, nove são resolvidas temos um indício claro que estamos no caminho certo”, frisou o parlamentar.

O coordenador do órgão, André Soares, apresentou ao deputado os projetos que serão implantados logo no início de 2018, entre eles, o Procon On-line, que será uma extensão do órgão nos municípios e o Procon WhatsApp, que tem como proposta prestar informações e tirar dúvidas do consumidor. “O Procon On-line vai ser importante porque vai atender aqueles municípios mais distantes e menores. A ideia é fazer parcerias com as câmaras municipais para ter um servidor capacitado realizando o atendimento na cidade, com um computador e internet à disposição. Esse servidor receberá as demandas dos consumidores locais e fará o escaneamendo dos documentos para que possamos dar entrada aqui no Procon-Alepi, explicou o coordenador.

No caso do Procon WhatsApp, André Soares esclareceu que “a facilidade será a prestação rápida de informação, evitando que o consumidor da capital precise vir até o órgão só para tirar dúvida. Eles precisarão vir apenas para dar entrada na denúncia ”, complementou.

O PL que deu origem ao órgão na Assembleia foi uma iniciativa dos deputados tucanos Marden Menezes e Luciano Nunes.

Relatório

De acordo com o relatório divulgado em outubro pelo Procon-Alepi, foram realizados em 2016, 9.248 atendimentos, sendo: 3.959 de triagens, com 2.622 consumidores com reclamações formalizadas, atingindo um percentual de 86,31% de acordos. No caso das audiências, das 1.113 realizadas, 54,53% resultaram em acordos firmados.

Dentre as 20 empresas que mais tiveram reclamações, lideram o ranking a Eletrobrás (11,31% das reclamações), a Telemar Norte Leste S/A vem em segundo lugar com 4,95% e o tercerio lugar é ocupado pela Caixa Econômica Federal com 3,48%, a OI Móvel S/A vem em quarto com 2,65% das reclamações.

O Procon da Assembleia funciona das 7h30h às 13h30 e se localiza na Rua Osvaldo Cruz, 3045 - Cabral, Teresina - PI.

Comentários